Os argentinos de olho na América

Mais uma semana importante para o futebol argentino, com oito times pensando pura e exclusivamente nas competições internacionais. Já o Atlético Tucumán segue com 100% de aproveitamento na Copa da Liga Profissional e teremos o retorno da segunda divisão e do futebol feminino na Argentina.

De olho na Libertadores e na Sul Americana

Nesta semana, oito clubes argentinos irão disputar competições internacionais: três disputarão as oitavas de final da Copa Libertadores e cinco as oitavas de final da Copa Sul-Americana.

É por isso que muitas partidas da Copa da Liga Profissional foram disputadas entre quinta, sexta e sábado, e os times que devem competir internacionalmente cuidaram de suas figuras principais e jogaram com muitos suplentes.

Na Copa Libertadores, Boca, River e Racing terão partidas muito duras contra times brasileiros: Inter, Atlético Paranaense e Flamengo, respectivamente. Além disso, os três clubes jogam toda a sua temporada nestes cruzamentos, visto que é, sem dúvida, o seu principal objetivo do ano.

Na Copa Sul-Americana, todos os argentinos começam como favoritos. Isso se deve principalmente às classificações heroicas que todos alcançaram na rodada anterior. O Unión visitará o Bahia, do Brasil, o Vélez receberá o Deportivo Cali da Colômbia, Lanús viajará para a Bolívia para enfrentar o Bolívar e o Independiente enfrentará o Fénix no Uruguai. Eles podem manter o alto nível na competição continental e avançar para as quartas de final? Logo saberemos.

Resumo da rodada 4 da Copa da Liga Profissional

O Atlético Tucumán continua imparável e deixou o Racing sem chances

A “Academia”, que montou um time praticamente juvenil em vistas a preservar os titulares para a Copa Libertadores, perdeu a quarta partida consecutiva e não tem mais chances de avançar na seguinte fase do campeonato. No entanto, os jovens deixaram uma boa imagem apesar da derrota por 2-0. Por outro lado, o Atlético Tucumán obteve a quarta vitória consecutiva (única equipe do torneio com 100% de aproveitamento) e já garantiu sua vaga na próxima rodada. Os gols da partida foram convertidos por Melano e Heredia. Lucchetti, goleiro do Atlético Tucumán (ex Racing), defendeu um pênalti quando a partida ainda estava 0-0.

Unión, em segundo lugar no grupo 1 depois de vencer o Arsenal

Num jogo equilibrado, o Unión gerou as situações mais claras e soube tirar proveito delas. Saiu perdendo com um gol de Candia, mas depois deu a volta por cima e virou para 3-1 com dois gols de Garcia e Candia contra. No final, Carabajal fez o gol de desconto para o Arsenal e a partida terminou em 3-2.

Lanús obteve um grande triunfo na Bombonera

No estádio do Boca, o Lanús venceu por 2 a 1, graças a uma grande atuação de Nicolás Orsini, que marcou os dois gols do time visitante. O Boca Juniors, que jogou sem as suas principais figuras pensando na Copa Libertadores, não fez um bom primeiro tempo, mas subiu de nível no complemento (quando ingressaram no campo alguns dos titulares) e dominou o jogo. “Wanchope” Ábila descontou para o Boca no final, mas não foi suficiente.

Banfield sofreu com ausências e perdeu a invencibilidade contra o River Plate

O Banfield, que vinha jogando muito bem e vencendo todos os jogos, fazia um bom jogo contra os “Millonarios”, mas no final do primeiro tempo sofreu lesões nas duas figuras: os colombianos Mauricio Cuero e Mauricio Arboleda (goleiro) e ambos tiveram que deixar o campo. A partir daí, o time da casa diminuiu seu desempenho e o River Plate não perdoou. Com gols de Nacho Fernández e Rojas, venceu por 2 a 0. Lollo, zagueiro do Banfield com passado no River, perdeu um pênalti no início da partida.

Colón derrotou Defensa y Justicia e garantiu a classificação

Num jogo equilibrado, em que ambos tiveram situações claras para converter, o Colón foi um pouco mais eficiente e derrotou Defesa e Justiça por 2-0. Os gols foram de Bernardi e Farías. Burián, o goleiro do Colón, teve uma ótima tarde e salvou bolas fundamentais para evitar gols da equipe visitante, e assim garantir a classificação da sua equipe a seguinte fase do torneio.

Vélez venceu o Huracán e subiu no topo do grupo 6

Vélez foi superior na primeira parte e saiu na frente com um gol de Janson. O Huracán chegou ao empate devido a um erro grosseiro dos visitantes, mas rapidamente Tarragona decretou o 2-1 para o Vélez.

Independiente e Central Córdoba, 0-0 e jogo feio

Não há muito a dizer sobre um jogo que não teve nada de emoção. Ambas as equipes foram muito imprecisas em todas as linhas e não conseguiram criar jogadas de ataque. Por outro lado, o Independiente poupou vários titulares para a partida da Copa Sul-Americana.

Estudiantes perdeu com Aldosivi e tem um pé fora

A equipe de La Plata teve as situações mais claras, mas não conseguiu converter e permanece em último lugar no grupo com apenas um ponto. Aldosivi aproveitou uma cabeçada de Iñiguez para abrir o placar na última jogada do primeiro tempo, e no complemento defendeu muito bem para levar os 3 pontos e deixar o Estudiantes quase condenado a jogar a Fase de Complementação.

Ginástica e Patronato, uma partida inusitada que terminou em empate

Apesar de ter sido uma partida muito disputada, o Gimnasia dominou-a do início ao fim, principalmente aos 30 minutos do primeiro tempo, que disputou com um jogador a mais. No entanto, não conseguiu converter situações muito claras de gol. O Patronato, na única chegada clara que teve ao longo do jogo, perdeu um gol em que dois jogadores ficaram de frente ao gol vazio. Por fim, o empate em 0 a 0 deixa o Patronato quase sem chances de classificação para a próxima fase.

San Lorenzo quase classificado graças a “Los Romero”

Mais uma vez, os gêmeos paraguaios Óscar e Ángel Romero foram as figuras de um San Lorenzo que não havia começado bem o jogo contra o Argentinos Juniors, mas depois os irmãos pareceram fazer a diferença. Com cruzamento de Ángel e cabeçada de Oscar, o “Cyclone” abriu o placar. No segundo tempo, Angel apareceu novamente para selar o 2-0 com um gol de cobrança de falta.

Godoy Cruz, eliminado após derrota para o Rosario Central

Em uma partida muito interessante, o Rosário Central abriu o placar na largada com gol de Novaretti. Então, o jogo ficou equilibrado em termos de situações geradas por ambas as equipes, mas nenhuma conseguiu se converter novamente. Desta forma, Godoy Cruz somou sua quarta derrota no torneio e ficou sem chances de acessar a seguinte fase.

Newell’s e Talleres dividiram pontos no grupo mais parelho da Copa da Liga

Pelas atuações que as duas equipes vêm apresentando, esta partida gerou muitas expectativas. No final, não foi tão emocionante quanto o esperado. No início da partida, Maxi Rodríguez abriu o placar para Newell’s, e a 20 minutos do final da partida, o destaque do Talleres, Pochettino, colocou o final em 1-1.

Posições e resultados da Copa da Liga Profissional

Rodada 5 da Copa da Liga Profesional

As competições do futebol argentino continuam voltando: Segunda divisão e Torneio de Transição Feminino

Há um mês a atividade voltou à categoria mais alta do futebol argentino (masculino) e, aos poucos, as competições em todas as categorias estão voltando. No próximo fim de semana, a bola rolará novamente na primeira divisão feminina e na Primera Nacional (segunda divisão masculina). Posteriormente, os torneios das divisões restantes começarão.

Este novo torneio da primeira divisão do futebol feminino que terá início no domingo, foi sorteado na passada, na quinta-feira e a AFA explicou como será o formato: as 17 equipes participantes serão divididas em quatro grupos (um de cinco equipes e três de quatro), em que os dois primeiros de cada grupo avançam para as quartas de final, que serão disputadas no estadio da equipe melhor colocada na fase de grupos. As semifinais e a final serão em campo neutro. A equipe vencedora do torneio obterá a vaga restante para a Copa Libertadores 2021 (o Boca obteve a primeira vaga), que será disputada na Argentina.

Quem é?

Angel e Oscar Romero

Esta nova edição do quadro “Quem é?” será em dobro. Dois jogadores, paraguaios, gémeos, destaques da sua equipe e, sobretudo, com muito talento. Hoje apresentamos “Los Romero”: Ángel e Óscar.

Esses jogadores de futebol, nascidos em 4 de julho de 1992, começaram sua carreira profissional no Cerro Porteño, depois de terem passado pelas categorias de base de dois grandes clubes da Argentina: Óscar no Boca e Ángel em San Lorenzo. Depois de ter sido duas vezes campeão com o “Ciclone” paraguaio, o futebol os separou. Ángel emigrou para o Corinthians no Brasil, onde foi campeão de dois Brasileiros e três Paulistas. Óscar voltou à Argentina para jogar pelo Racing, onde não conquistou nenhum título, mas conquistou o carinho da torcida, e seu alto nível o levou ao futebol europeu, ao Alavés da Espanha. Finalmente, depois de Óscar passar por um breve período no Shanghai Shenua da China, o futebol os uniu novamente: eles foram contratados pelo San Lorenzo em 2019.

Já no San Lorenzo, protagonizaram várias polémicas (algumas brigas com treinadores e companheiros de equipe), mas pela sua qualidade, tiveram sempre o apoio dos adeptos.

Óscar, meio-campista habilidoso, com grande habilidade no drible, passe e finalização, é o craque do “Ciclón”, e se complementa perfeitamente com seu irmão Ángel, que com sua força e posicionamento na área é o dono do ataque da equipe.