Liverpool campeão mundial 2019

  • Clubes

O Liverpool sagrou-se nesta tarde de sábado, 21 de Dezembro, campeão mundial pela primeira vez, reeditando a final de 1981 contra o Flamengo.  

Mas muito diferente do que se vê normalmente nas finais de mundiais de clube, o que se viu no primeiro tempo foi o clube sul americano atacando e o time europeu explorando os contra-ataques. No primeiro tempo o Flamengo teve mais volume de jogo, embora as chances mais claras de gol foram do time ingles. Com 58% de posse de bola, contra 42% do adversário o Flamengo mostrou que não vinha para se defender e pelo contrário, veio para atacar o adversário. É claro que a ousadia permitia chegadas do Liverpool com espaço e por algumas vezes Firmino chegou a ficar cara a cara com Diego Alves. 

No segundo tempo, logo a 2 minutos, Roberto Firmino perde grande chance. Aos 31 minutos, Salah manda a bola para as redes, mas o gol é anulado por impedimento. Três minutos depois, um chute potente de fora da área do lateral Alexander Arnold obrigou Diego Alves a fazer uma grande defesa.

O Flamengo no entanto começaria a perder o jogo nas trocas de Jorge Jesus no segundo tempo. No minuto 77, saída de De Arrascaeta para entrada de Vitinho e aos 82 minutos, saída de Everton Ribeiro para entrada de Diego. A partir de aí, o Flamengo perde o meio de campo e o Liverpool começa tornar-se mais perigoso.

Aos 91 minutos, o grande momento do segundo tempo, o árbitro marca penalti para o Liverpool após falta de Rafinha, mas após revisão do lance no VAR volta atrás na marcação. O jogo vai para a prorrogação.

Firmino
O atacante Roberto Firmino, fez o gol do título para os ingleses

E aos 8 minutos do primeiro tempo da prorrogação, o brasileiro Firmino apareceu para ser o carrasco do clube brasileiro. O jogador formado no Figueirense recebeu belo passe de Mané, se livrou do zagueiro e abriu o marcador para o time inglês.

No segundo tempo da prorrogação, o Flamengo bem que tentou, buscou o ataque, mas criou poucas chances claras de gol. A melhor delas foi com Lincoln já no ultimo minuto da prorrogação. Mas o campeão mundial é o Liverpool.

Como funciona o Mundial de Clubes 

Clubes participantes 

Participam do Mundial de Clubes os representantes das 6 confederações continentais vinculadas a FIFA,  a UEFA, a CONMEBOL, a CONCACAF, a AFC, a CAF e a OFC e mais um representante do país anfitrião, que nesta edição foi o Qatar. 

Clubes participantes mundial clubes FIFA

Para esta edição, os representantes foram: 

UEFA (Europa): Liverpool (ENG)- Campeão da Champions League 2018/19
CONMEBOL (América do Sul): Flamengo (BRA) – Campeão da Libertadores 2019
CONCACAF (América do Norte, Central e Caribe): Monterrey (MEX) – Campeão da Liga de Campeões da Concacaf 2019
AFC (Ásia): Al-Hial Saudi (SAU) – Campeão da Liga de Campeões da AFC 2019
CAF (África): Espérance de Tunis (TUN) – Campeão da Liga de Campeões da CAF 2018/19
OFC (Oceania): Hienghéne Sport (NCL) – Campeão da Liga de Campeões da OFC 2019
QFA (país-sede): Al Saad (QAT) – Campeão da Liga de Futebol do Catar 2019/19 

Fórmula da competição 

A competição tem 4 fases, com os confrontos da primeira fase já definidos desde o principio e os cruzamentos da segunda fase e das semifinais por sorteio. Nesta edição, o sorteio foi realizado no dia 16 de Setembro de 2019. 

As fases funcionam da seguinte maneira: 

Primeira Fase – participam 2 clubes, o representante do país sede e o representante da Oceania. É realizado um jogo único onde o vencedor avança para a segunda fase. 

Segunda Fase – os representantes das Concacaf, AFC e CAF se somam ao clube classificado na Fase 1. São realizados dois jogos eliminatórios, cujos confrontos já foram definidos por sorteio. Os 2 vencedores avançam para a fase semifinal. 

Semifinal – os 2 vencedores da Fase 2 se enfrentam com os representantes da UEFA e da CONMEBOL em 2 jogos únicos, com os ganhadores avançando para a grande final. 

Final – jogo único entre os dois vencedores das semifinais. 

Todos os jogos do Mundial de Clubes 2019

Fase 1 

11 de Dezembro – Al Saad (QAT) 3 x 1 Hienghéne Sport (NCL)

Fase 2 

14 de Dezembro – Monterrey (MEX) 3 x 2 Al Saad (QAT)  

14 de Dezembro – Al-Hial Saudi (SAU) 1 x 0 Espérance de Tunis (TUN)

Semifinais

17 de Dezembro – Flamengo (BRA) 3 x 1 Al Hilal (SAU) 

Local: Estádio Khalifa Internacional, Doha (Catar)

Flamengo (BRA): Diego Alves – Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí, Filipe Luis – Giorgian de Arrascaeta (Robert Piris Da Motta 90+3), Willian Arão, Gerson (Diego Ribas 74) – Everton Ribeiro, Bruno Henrique (Vitinho 89) y Gabriel Barbosa.
Treinador: Jorge Jesus (POR)

Al Hilal FC (SAU): Abdullah Almuaiouf – Mohammed Alburayk, Jang Hyunsoo, Ali Albulayhi, Yasser Alshahrani – Gustavo Cuéllar, Carlos Eduardo, André Carrillo, Salem Aldawsari (Nawaf Al Abid), Sebastian Giovinco (Omar Kharbin 71), Bafetimbi Gomis (Abdullah Otayf 90+2).
Treinador: Razvan Lucescu (ROM)

Gols: Salem Aldawsari (18), De Arrascaeta (49), Bruno Henrique (78), Ali Albulayhi – contra (82)

18 de Dezembro – Liverpool (ENG) 2 x 1 Monterrey (MEX)

Local: Estádio Khalifa Internacional, Doha (Catar)

Liverpool (ENG): Alisson; Milner (Alexander-Arnold), Joe Gomez, Henderson e Robertson; Keita, Oxlade-Chamberlain e Lallana; Shaqiri (Mané), Salah e Origi (Firmino). 
Treinador: Jürgen Klopp

Monterrey (MEX): Barovero; Medina, Nico Sánchez, Montes (Layún) e Vangioni; Ortiz, Carlos Rodríguez, Pizarro (González) e Gallardo; Funes Mori e Pabón (Meza). 
Treinador: Antonio Mohamed

Gols: primeiro tempo: Keita (11) e Funes Mori (13) e Firmino (90)

Decisão do 5 Lugar 

17 de Dezembro –  Espérance de Tunis (TUN) 6 x 2 Al Saad (QAT)

Decisão do 3 Lugar 

21 de Dezembro – Monterrey (MEX) 2 (4)  x 2 (3) Al-Hial Saudi (SAU)

Final 

21 de Dezembro – Liverpool 1 x 0 Flamengo 

Local: Estádio Khalifa Internacional, Doha (Catar)

Liverpool (ENG): Alisson, Alexander-Arnold, Van Dijk, Gomez e Robertson; Oxlade-Chamberlain (Adam Lallana), Henderson, Keita e Mohamed Salah (Xherdan Shaqiri); Sadio Mane e Roberto Firmino.
Treinador: Jürgen Klopp.

Flamengo (BRA): Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; William Arão (Berrío), Gerson (Lincoln), De Arrascaeta (Vitinho) e Everton Ribeiro (Diego); Bruno Henrique e Gabriel Barbosa.
Treinador: Jorge Jesus (POR)

Gol: Firmino (8 min 1T Prorroga)