Início » Competições » Guia do Campeonato Brasileiro 2021

Guia do Campeonato Brasileiro 2021

Guia do Brasileirão 2021

Vai começar a principal competição do futebol brasileiro. O campeonato mais tradicional do país está de volta e o Leitura de Jogo mais uma vez traz o seu Guia, com todas as informações para acompanhar o Brasileirão 2021.

São 20 clubes, 5 do estado de São Paulo, 3 do Rio Grande do Sul, 2 de Ceará, Minas Gerais e Rio de Janeiro e 1 clube da Bahia, Goiás, Mato Grosso, Pernambuco, Paraná e Santa Catarina.

Uma das principais novidades do Brasileirão 2021 é a nova regra da CBF que limita a no máximo, 2 trocas de treinador por clube. O objetivo é diminuir a famosa “dança das cadeiras” já tradicional no campeonato brasileiro. A regra, no entanto, traz algumas “brechas” que permitem trocas adicionais. Em caso de pedido de demissão do próprio treinador ou até mesmo em caso de uma saída em “comum acordo” entre clube e treinador, essa troca não seria contabilizada.

Nosso guia traz uma análise de cada um dos 20 clubes, as promessas da base, os destaques do time, provável time base e desempenho nas competições mais recentes, além do histórico do melhor desempenho na competição.

Análise dos 20 clubes participantes do Campeonato Brasileiro 2021

Carimbos do Brasileirão 2021

Desde o ano de 2003 o campeonato brasileiro é disputado pelo sistema de pontos corridos, ou seja, todos contra todos e o clube que somar mais pontos será o campeão. Desde 2006, o campeonato conta com a participação de 20 clubes.

Nosso guia mantém o mesmo formato desde sua primeira edição, em 2019, onde dividimos os clubes em 4 grupos, segundo as perspectivas para cada clube no campeonato. No grupo 1, escolhemos os 5 clubes com maiores possibilidades de brigar pelo título. Esses clubes recebem o selo TÍTULO. No grupo 2, colocamos 5 times que possivelmente vão brigar por uma vaga na Libertadores. Essas equipes recebem o selo LIBERTADORES. No grupo 3, apontamos as 5 equipes que devem brigar por uma vaga na sul americana. Eles recebem o selo SUL AMERICANA. E finalmente o grupo 4 com os clubes que, muito possivelmente, estarão lutando pela sua permanência na elite do futebol brasileiro, brigando contra o rebaixamento. Esses clubes recebem o selo PERMANÊNCIA.

Brigam pelo título do Brasileirão 2021

Flamengo, Palmeiras, São Paulo, Grêmio e Atletico-MG

Flamengo

O Flamengo é o grande clube do momento no futebol brasileiro, desde 2019, e isso ninguém pode negar. Depois de ter conquistado o título brasileiro e o da Libertadores no mesmo final de semana em 2019 (feito inédito na história do futebol), o clube carioca levou também o Brasileirão de 2020, ainda que apertado, apenas 1 ponto a frente do Internacional, vice-campeão.

O clube é comandado por Rogerio Ceni desde novembro de 2020. Sob o comando do ex-goleiro são paulino, o Flamengo arrematou três títulos em sequencia: o Brasileirão 2020, a Supercopa do Brasil e a Taça Guanabara, este último, com um time alternativo, dado o forte elenco que possuí. O Flamengo certamente é um time que vem forte para esse Brasileirão e para todas as competições que venha a disputar.

Treinador: Rogerio Ceni
Tempo no Cargo: desde 10 de novembro de 2020
Destaques do time: Filipe Luis, Gerson, Gabigol, Bruno Henrique, De Arrascaeta e Everton Ribeiro.
Fique de olho: Max Alves, é meia, tem 19 anos é uma promessa da base do Flamengo.
Time-base: Diego Alves, Isla, Willian Arão, Bruno Viana e Filipe Luís; Diego, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Gabigol e Bruno Henrique.
Posição no Estadual 2021: campeão da Taça Guanabara, na final do Carioca contra o Fluminense.
Posição no Brasileirão 2020: Campeão
Títulos Brasileiros: 7 títulos (1980, 1982, 1983, 1992, 2009, 2019 e 2020)

Acompanhe os setoristas do Mengão no Twitter:

Palmeiras

Palmeiras

Com a chegada do treinador português Abel Ferreira, o Palmeiras cresceu de produção e conquistou a Copa Libertadores da América em 2020. No entanto, na sequencia, caiu de produção, fez um péssimo mundial de clubes e perdeu a decisão da Supercopa do Brasil para o Flamengo, na cobrança de penalidades. Mas apesar dos títulos perdidos, faz boa campanha na Copa Libertadores e chegou na decisão do campeonato paulista, mesmo utilizando um time alternativo.

Por isso, o Palmeiras é mais um dos fortes candidatos ao título. Tem elenco forte, um treinador competente, tradição e uma camisa de peso. Reforçou-se ainda mais com o retorno do atacante Dudu ao clube. Certamente é candidato a disputar o título do Brasileirão 2021.

Treinador: Abel Ferreira
Tempo no Cargo: desde 31 de outubro de 2020
Destaques do time: Weverton, Gustavo Gómez, Viña, Raphael Veiga, Rony, Dudu e Luiz Adriano.
Fique de olho: Renan, um jovem zagueiro de 19 anos e Giovani, atacante de 17 anos.
Time-base: Weverton, Luan, Gustavo Gómez e Renan; Marcos Rocha, Danilo (Felipe Melo), Patrick de Paula, Raphael Veiga e Victor Luis (Viña); Rony e Luiz Adriano. 
Posição no Estadual 2021: na decisão contra o São Paulo.
Posição no Brasileirão 2020: 7º colocado
Títulos Brasileiros: 10 títulos (1960, 1967, 1967, 1969, 1972, 1973, 1993, 1994, 2016 e 2018).

Acompanhe os setoristas do Palmeiras no Twitter:

São Paulo

São Paulo

O São Paulo vive uma fila de títulos sem precedentes em sua história. Desde sua última conquista do Brasileirão em 2008, o clube não conquista um título nacional e a escassez de títulos vem preocupando a torcida.

Para a volta das conquistas, a aposta da vez é o técnico argentino Hernán Crespo. Uma aposta que vem dando bons resultados. Desde que assumiu o comando da equipe, o São Paulo vem em clara evolução, tanto em resultados, como em futebol apresentado dentro de campo. Por isso, nos atrevemos a colocar o São Paulo na lista de candidatos ao título do Brasileirão 2021.

Treinador: Hernán Crespo
Tempo no Cargo: desde 13 de fevereiro de 2021
Destaques do time: Tiago Volpi, Miranda, Daniel Alves, Liziero, Martín Benítez e Luciano.
Fique de olho: Talles Costa, meio-campo, 18 anos.
Time-base: Tiago Volpi, Arboleda, Bruno Alves e Léo; Daniel Alves, Luan, Liziero, Benítez e Reinaldo; Luciano e Pablo. 
Posição no Estadual 2021: finalista contra o Palmeiras. E foi o melhor pontuador da primeira fase Paulistão 2021.
Posição no Brasileirão 2020: 4º colocado
Títulos Brasileiros: 6 títulos (1977, 1986, 1991, 2006, 2007 e 2008)

Acompanhe os setoristas do Tricolor Paulista no Twitter:

Grêmio

Grêmio

O Grêmio iniciou mal o ano de 2021, com a eliminação na pré-libertadores diante do Independiente del Valle. O resultado causou a demissão do técnico Renato Portaluppi e a contratação de Thiago Nunes.

O Grêmio de 2021 é, portanto, um time que começa um trabalho do inicio. Ainda é uma grande incógnita e cedo para uma avaliação. No entanto, Thiago Nunes tem competência para fazer um bom trabalho no tricolor gaúcho. Dentro do campo de jogo, a chegada de Thiago Santos até o momento, é a melhor notícia em termos de reforços e o volante tem dado excelente resposta. No entanto, o Grêmio está muito perto de anunciar o grande reforço da temporada: o atacante Douglas Costa. Por outro lado, Diego Souza também inicia grande temporada marcando gols e é a esperança no ataque do Grêmio. A própria ausência do Grêmio na Copa Libertadores é um fator que ajuda a colocar o Grêmio como um dos clubes a disputar o título, visto que desta vez poderá finalmente priorizar a disputa do campeonato nacional.

Treinador: Thiago Nunes
Tempo no Cargo: desde 21 de abril de 2021
Destaques do time: Geromel, Kannemann, Rafinha e Diego Souza.
Fique de olho: Ricardinho, atacante de 19 anos, da base do tricolor.
Time-base: Brenno, Vanderson (Rafinha), Geromel, Kannemann e Diogo Barbosa; Thiago Santos e Matheus Henrique (Maicon); Alisson, Jean Pyerre e Ferreira; Diego Souza.
Posição no Estadual 2021: finalista contra o Internacional
Posição no Brasileirão 2020: 6º Lugar
Títulos Brasileiros: 2 títulos (1981 e 1996)

Atlético Mineiro

Atlético Mineiro

A torcida do Galo sonha, há muito tempo, com a conquista de um título do campeonato brasileiro. Seu primeiro e único título até então foi conquistado no distante ano de 1971 e desde então, o clube mineiro bateu na trave pelo menos 5 vezes e foi vice-campeão em 2015, 2012, 1999, 1980 e 1977. Em 2020 brigou pelo título, ficando na 3ª colocação.

Para ganhar o título nacional em 2021, o Atlético Mineiro trouxe o treinador Cuca, que levou o Santos ao vice-campeonato da Libertadores em 2020. Com Cuca no comando, desde março deste ano, o Atlético Mineiro tem conseguido bons resultados, liderando o Grupo H da Copa Libertadores e chegando na decisão do campeonato mineiro.

Treinador: Cuca
Tempo no Cargo: desde 5 de março de 2021
Destaques do time: Tchê Tchê, Hulk, Eduardo Vargas, Nacho Fernandez e Keno
Fique de olho: Savio, ou Savinho, é um jovem atacante de 17 anos, da base do Galo.
Time-base: Everson, Guga, Igor Rabello, Junior Alonso e Guilherme Arana; Tchê Tchê, Zaracho e Nacho Fernández; Savarino, Keno e Hulk.
Posição no Estadual 2021: finalista contra o América MG.
Posição no Brasileirão 2020: 3º colocado
Títulos Brasileiros: 1 título (1971)

Acompanhe os setoristas do Galo no Twitter:

Brigam por vaga no G6 da Libertadores

Internacional

Em 2020, o Internacional bateu na trave para ser campeão brasileiro. Faltou pouco, muito pouco mesmo. Para ser mais exato, faltou apenas 1 gol no último jogo, e o Inter seria campeão brasileiro, título que não conquista desde o distante ano de 1979. E desde o último título, o colorado gaúcho foi 7 vezes vice-campeão brasileiro.

Para a temporada 2021, o Internacional trouxe o espanhol Miguel Ángel Ramirez para comandar o time. Até o momento, seu trabalho tem tido altos e baixos, contrastando goleadas como a aplicada sobre o Olímpia do Paraguai na Libertadores com derrotas como as sofridas para o Deportivo Tachira da Venezuela e o Allways Ready, da Bolívia. Pesa contra também o fato do treinador ter perdido os dois grenais que disputou em 2021. No entanto, o elenco é o mesmo que foi vice-campeão brasileiro em 2020, reforçado de Taison, a principal contratação do clube para a temporada.

Treinador: Miguel Ángel Ramirez
Tempo no Cargo: desde 2 de fevereiro de 2021
Destaques do time: Marcelo Lomba, Victor Cuesta, Edenilson, Taíson e Thiago Galhardo.
Fique de olho: Bruno Praxedes, atacante, 19 anos, da base do Internacional.
Time-base: Marcelo Lomba, Heitor (Rodinei), Zé Gabriel, Víctor Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado, Edenílson e Praxedes (Taison); Palacios, Thiago Galhardo (Yuri Alberto) e Patrick.
Posição no Estadual 2021: finalista
Posição no Brasileirão 2020: Vice-campeão
Títulos Brasileiros: 3 títulos (1975, 1976 e 1979)

Fluminense

O Fluminense ainda é uma incógnita, é verdade. No entanto, pode ser a grande surpresa deste Brasileirão 2021. Sob o comando de Roger Machado, desde fevereiro deste ano, o time vem se ajustando e pode ser um adversário difícil de ser batido nesta temporada.

Com jogadores experientes como Fred, Nenê e Ganso, e priorizando a Copa Libertadores, o Fluminense vem tendo boas atuações, como no jogo frente o River Plate no Maracanã e certamente evoluirá sob o comando de Roger Machado. O clube tem condições de brigar na metade de cima da tabela e ficar com uma das vagas para Libertadores. E quem sabe até mais.

Treinador: Roger Machado
Tempo no Cargo: desde 27 de fevereiro de 2021
Destaques do time: Fred, Nenê, Ganso e Cazares
Fique de olho: Kayki, atacante, jovem promessa do Flu, de apenas 17 anos.
Time-base: Marcos Felipe, Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; Martinelli, Yago e Nenê; Luiz Henrique, Kayky e Fred. 
Posição no Estadual 2021: Na final contra o Flamengo.
Posição no Brasileirão 2020: 6º colocado
Títulos Brasileiros: 4 títulos (1970, 1984, 2010 e 2012)

Corinthians

Corinthians

O Corinthians demitiu o treinador Vagner Mancini logo após a eliminação no campeonato paulista diante do Palmeiras. Com isso, o clube paulista está, neste momento, no mercado a busca de um treinador. Renato Gaúcho seria o nome de preferência da direção, mas o aceite ou não do treinador depende do projeto que será apresentado pelo clube.

E de fato, o Corinthians necessita um importante projeto de reestruturação no futebol. Eliminado no campeonato paulista e na Copa Sul Americana, o campeonato brasileiro passa a ser ainda mais importante para o clube paulista. Mas precisa resolver seus problemas dentro de campo, onde em 2020 e até o momento em 2021, não tem apresentado bom desempenho.

Treinador: em aberto
Tempo no Cargo: 
Destaques do time: Cássio, Gil, Fagner e Jô.
Fique de olho: Rodrigo Varanda é um meia-atacante, de 18 anos, promessa do Coringão.
Time-base: Cássio, Fagner, Gil, Bruno Méndez e Fábio Santos; Gabriel, Cantillo, Otero e Luan; Gustavo Mosquito e Jô.
Posição no Estadual 2021: eliminado nas semifinais pelo Palmeiras.
Posição no Brasileirão 2019: 8º Lugar
Títulos Brasileiros: 7 títulos (1990, 1998, 1999, 2005, 2011, 2015 e 2017)

Acompanhe os setoristas do Timão no Twitter:

Santos

Santos

Fernando Diniz assumiu o comando do Santos, apenas 20 dias do inicio do Campeonato Brasileiro. Assumiu o clube santista quando já estava eliminado no campeonato paulista e pela Copa Libertadores, conseguiu grande vitória contra o Boca Juniors, mas perdeu contra o The Strongest da Bolívia.

Fernando Diniz ainda não tem um histórico de conquistas no futebol como treinador. Entre os clubes da Série A, tem passagens por Athletico Paranaense, Fluminense e São Paulo, mas sem títulos conquistados. Assume agora um Santos com problemas financeiros e de gestão importantes. A nova diretoria do clube, formada por empresarios, tem demonstrado maior interesse em resolver os problemas financeiros do clube que em dar solução aos problemas em campo. Por isso, não vemos para o Santos aspiração maior que um G6 neste campeonato brasileiro.

Treinador: Fernando Diniz
Tempo no Cargo: desde 10 de maio de 2021.
Destaques do time: Luan Peres, Felipe Jonatan, Sanchez e Marinho.
Fique de olho: Ângelo Gabriel, é uma jóia do Santos, de apenas 16 anos.
Time-base: João Paulo, Pará, Kaiky, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Vinicius Balieiro e Gabriel Pirani; Marinho, Marcos Leonardo e Lucas Braga.
Posição no Estadual 2021: não classificou-se entre os 8 finalistas.
Posição no Brasileirão 2020: 8º colocado
Títulos Brasileiros: 8 títulos (1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1968, 2002 e 2004)

Athletico Paranaense

CAP

Campeão brasileiro em 2001 e vice-campeão em 2004, o Athletico Paranaense está na primeira divisão de maneira consecutiva desde 2013 e só uma vez não ficou entre os 10 primeiros (foi 11º em 2017). Se manter a performance, ficará na metade de cima da tabela, podendo brigar por uma vaga na Copa Libertadores da América.

Usando um time alternativo no campeonato estadual (onde as vezes, para dar ritmo a equipe principal usa o time titular), o clube está nas quartas de final do paranaense e em briga aberta com o Melgar pela vaga nas oitavas da Copa Sul Americana. É provável que mais uma vez seja um time difícil de bater no campeonato.

Treinador: Paulo Autuori
Tempo no Cargo: desde 23 de outubro de 2020.
Destaques do time: Santos, Thiago Heleno, Jadson, Nikão e Renato Kayser.
Fique de olho: lateral Khellven Oliveira, de 20 anos e Kauê Ribeiro, atacante, 18 anos.
Time-base: Santos, Erick, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard, Fernando Canesin e Cittadini; Vitinho, Nikão e Renato Kayzer.
Posição no Estadual 2021: está em quartos de final, enfrenta o Paraná Clube.
Posição no Brasileirão 2019: 9º colocado
Títulos Brasileiros: 1 título (2001)

Brigam por vaga na Sul Americana

Red Bull Bragantino

Bragantino

Desde que anunciou sua parceria com a Red Bull, o Bragantino vem ganhando espaço no futebol nacional. Em 2020, ficou na 10a posição do campeonato brasileiro, o que lhe garantiu uma vaga Copa Sul Americana. Nesta competição, o clube comandando por Mauricio Barbieri está em disputa aberta pela vaga com o Emelec, do Equador, fazendo boa campanha.

Alternando seu sistema de jogo entre um sistema com 3 zagueiros e o tradicional 4-3-3, Barbieri tem tido altos e baixos em 2021. Claudinho, recentemente convocado para a seleção olímpica, é o grande nome da equipe. A expectativa é de que a equipe novamente dispute vaga na Copa Sul Americana e se mantenha distante da zona de rebaixamento.

Treinador: Mauricio Barbieri
Tempo no Cargo: desde 04 de setembro de 2020
Destaques do time: Ytalo, Artur, Lucas Evangelista e Claudinho.
Fique de olho: Jadsom, voltante, 19 anos.
Time-base: Cleiton, Aderlan, Léo Ortiz, Fabrício Bruno e Edimar; Raul, Lucas Evangelista e Claudinho; Artur, Helinho e Ytalo.
Posição no Estadual 2021: eliminado pelo Palmeiras nas quartas-de-final.
Posição no Brasileirão 2020: 10º colocado
Títulos Brasileiros: nenhum

Ceará

Ceará

O Ceará vai para o 4º ano consecutivo na elite do futebol brasileiro. Na temporada 2020, o vozão ficou na 11ª colocação, o que lhe deu uma vaga na Copa Sul Americana, onde faz boa campanha, brigando palmo a palmo pela vaga nas oitavas com o Bolivar, da Bolívia.

Comandado desde 2020 por Guto Ferreira, o Ceará chegou na decisão da Copa do Nordeste, contra o Bahia, onde venceu o jogo de ida, por 1 x 0, mas acabou perdendo o jogo da volta por 2 x 1 e nos pênaltis, por 4 x 2. Mas o time estava invicto até a final e fazendo grande campanha. Tem tudo para ser um duro adversario neste Brasileirão.

Treinador:  Guto Ferreira
Tempo no Cargo: desde 18 de março de 2020
Destaques do time: Fernando Sobral, Vinícius Vina, Felipe Vizeu e Saulo Mineiro.
Fique de olho: João Victor, atacante, de apenas 16 anos, joia da base do Ceará.
Time-base: Richard, Gabriel Dias, Luiz Otávio, Messias e Bruno Pacheco; Willian Oliveira e Charles; Vina, Lima, Felipe Vizeu (Jael), Steven.
Posição no Estadual 2021: está na final aguardando o adversário, entre Fortaleza e Atlético-CE.
Posição no Brasileirão 2020: 11º colocado
Títulos Brasileiros: Nenhum. Tem um 3º lugar em 1967

América Mineiro

América Mineiro

O América Mineiro retorna em 2021 para a elite do futebol nacional, depois de ser vice-campeão da Serie B em 2020, perdendo o título para a Chapecoense, com direito a muita reclamação do treinador Lisca, que se viu prejudicado na competição. Esta será a 16ª participação do clube mineiro na Série A do Brasileirão. No entanto, nos seus últimos 6 ascensos, o América Mineiro não conseguiu manter-se em primeira divisão.

Já em 2021, o time mantém a boa fase e fez grande campanha no campeonato mineiro, onde eliminou o Cruzeiro nas semifinais e empatou o jogo de ida diante do Galo. E segundo declarações do seu treinador Lisca, chegou o momento do América Mineiro firmar-se na elite do futebol brasileiro, como fez nos anos 70, quando permaneceu na primeira divisão de 1972 a 1979. Vamos aguardar.

Treinador: Lisca
Tempo no Cargo: desde 30 de janeiro de 2020.
Destaques do time: Rodolfo
Fique de olho: Lucas Gabriel, lateral-direito de 19 anos do América Mineiro.
Time-base: Matheus Cavichioli, Diego Ferreira, Anderson, Eduardo Bauermann e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho, Alê e Bruno Nazário; Felipe Azevedo e Rodolfo. 
Posição no Estadual 2021: na final contra o Atlético Mineiro.
Posição no Brasileirão 2020: Vice-campeão da Série B
Títulos Brasileiros: nenhum.

Bahia

O Bahia, campeão da Copa do Nordeste de 2021, chega para este campeonato brasileiro depois de uma campanha não tão boa em 2020, onde ficou na 14ª posição, apenas 3 pontos da zona de rebaixamento.

Em 2021, o Bahia priorizou a Copa Nordeste e a Copa Sul americana, jogando o campeonato baiano com um time sub-23. No estadual, terminou eliminado nas semifinais pelo Bahia de Feira e na Sul Americana, está com a vida complicada depois da derrota para o Independiente da Argentina. No entanto, foi campeão da Copa do Nordeste e vem com moral para o Brasileirão.

Treinador: Dado Cavalcanti
Tempo no Cargo: desde 21 de dezembro de 2020.
Destaques do time: Gilberto, Rodriguinho, Élber e Nino Paraíba
Fique de olho: Marcelo Ryan, atacante do Bahia, 18 anos.
Time-base: Douglas Friedrich, Nino, Germán Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Daniel e Thaciano; Rossi, Rodriguinho e Gilberto.
Posição no Estadual 2021: Campeão
Posição no Brasileirão 2020: 14º colocado
Títulos Brasileiros: 2 títulos (1959 e 1988)

Fortaleza

Fortaleza

O Fortaleza vem para sua 3ª participação consecutiva na Série A do Brasileirão e a 23ª da sua história. Para essa edição, o clube será comandado pelo argentino Juan Pablo Vojvoda, quem terá sua primeira experiência comandando um clube brasileiro.

Na temporada 2020, o Fortaleza terminou na 16ª posição, empatado em pontos com o rebaixado Vasco da Gama, escapando da degola pelo critério de saldo de gols. É verdade que a saída de Rogério Ceni para o Flamengo prejudicou a campanha do Fortaleza, que estava na metade da tablea no momento da saída do treinador. Já em 2021, o Fortaleza fez boa campanha na Copa do Nordeste, caindo nas semifinais para o Bahia, que foi o campeão. Espera-se que para esse Brasileirão 2021, o Fortaleza sofra menos que em 2020.

Treinador:  Juan Pablo Vojvoda
Tempo no Cargo:  desde 4 de maio de 2021.
Destaques do time: Felipe Alves, David, Wellington Paulista e Romarinho.
Fique de olho: Igor Torres, atacante, 21 anos.
Time-base: Felipe Alves, Daniel Guedes, Marcelo Benevenuto, Wanderson e Carlinhos; Ederson, Jussa e Matheus Vargas; Robson, David, Wellington Paulista.
Posição no Estadual 2021: Fortaleza fará a semifinal contra o Atlético-CE.
Posição no Brasileirão 2020: 16º colocado
Títulos Brasileiros: Nenhum título, foi duas vezes vice-campeão (1960 e 1968)

Devem brigar contra o rebaixamento

Chapecoense

Chapecoense

A Chapecoense é mais uma equipe que volta em 2021 para a elite do futebol brasileiro depois de passar apenas uma temporada na segunda divisão. E volta como campeã da Série B em 2020, título conquistado pela primeira vez na sua história. Esta será a 9ª participação da Chape no Brasileirão da Série A.

Único representante de Santa Catarina na elite do futebol, a Chapecoense já tem a algum tempo a hegemonia do futebol no estado. Ao passar para a final do estadual contra o Avaí, chegou a sua 6ª decisão consecutiva. É também o único clube do estado com um título sul americano, conquistado em 2016. A expectativa e meta do clube, pelo menos para 2021, é a permanencia na Série A do Brasileirão.

Treinador: Mozart
Tempo no Cargo: desde 18 de abril de 2021
Destaques do time: Mike e Perotti
Fique de olho: Bruno Silva, atacante, 21 anos.
Time-base: Keiller, Matheus Ribeiro, Laércio, Derlan e Busanello; Moisés Ribeiro, Anderson Leite e Ravanelli; Geuvânio, Mike e Perotti.
Posição no Estadual 2021: está na final do catarinense contra o Avaí.
Posição no Brasileirão 2020: Campeão da Série B
Títulos Brasileiros: nenhum.

Atlético-GO

Atlético Goianiense

As vesperas do início do campeonato brasileiro, o treinador Jorginho pediu demissão e agora o clube busca um substituto. Vagner Mancini, dispensado pelo Corinthians, é a opção número 1 da direção goianiense.

Na temporada 2020, o Atlético-GO ficou na 13ª posição, apenas 1 ponto atrás do 12º colocado, o Corinthians. Com o título do Palmeiras na Libertadores, o clube acabou beneficiado com a vaga na Sul Americana em 2021. E nesta competição, o Atlético-GO está em segundo no seu grupo e para avançar na última precisa vencer seu jogo e esperar um tropeço do Libertad. O clube portanto, vem instável, pelo menos para a arrancada no Brasileirão.

Treinador: em busca
Tempo no Cargo:  –
Destaques do time: Fernando Miguel, Janderson e Zé Roberto
Fique de olho: Kevin Brocador, atacante, 19 anos.
Time base: Fernando Miguel; Dudu, Nathan, Éder e Natanael; Willian Maranhão, Marlon Freitas e João Paulo; Janderson, Zé Roberto (Roberson) e Danilo Gomes. 
Posição no Estadual 2021: eliminado pelo Grêmio Anapólis na semifinal.
Posição no Brasileirão 2020: 13º colocado
Títulos Brasileiros: Nenhum. Em 11 participações, a melhor colocação foi um 6º lugar em 1968.

Sport Recife

Sport Recife

Em 2020 o Sport Recife retornou a elite do futebol, mas sofreu para permanecer na mesma. O time ficou apenas 1 ponto fora da zona de rebaixamento, o suficiente, no entanto, para manter-se na Série A do Brasileirão.

Mas o ano de 2021 não começou muito melhor. O clube foi o lanterna do Grupo B na Copa do Nordeste e estava atrás do Salgueiro na disputa por uma vaga na decisão do estadual. Para mudar a história, o clube pernambucano trouxe Umberto Louzer e até então, vem dando boa resposta. O time teve uma sequencia de 4 vitórias consecutivas no estadual e classificou-se para a decisão contra o Náutico. Agora, o objetivo é manter a boa fase na arrancada do Brasileirão 2021, para não sofrer tanto com em 2020.

Treinador:  Umberto Louzer
Tempo no Cargo: desde 15 de abril de 2021.
Destaques do time: Maílson, Maidana, Toró e Thiago Neves.
Fique de olho: Mikael, atacante, 21 anos, está deixando Trellez no banco de reservas.
Time-base: Maílson, Patric, Adryelson, Maidana e Sander; Marcão, Betinho e Thiago Neves; Neílton, Toró e Mikael (Tréllez). 
Posição no Estadual 2021: na final contra o Náutico
Posição no Brasileirão 2020: 15ª posição
Títulos Brasileiros: 1 título (1987)

Juventude

Juventude

Entre 1995 e 2007, o Juventude teve a seu melhor momento na história, permanecendo por 13 temporadas na primeira divisão do futebol brasileiro. Foi nesse intervalo também que o clube conquistou seu maior título até então, a Copa do Brasil em 1999. Mas se o Juventude teve 13 anos de glórias, também padeceu 13 anos de calvário. Depois do rebaixamento em 2007, o Juventude peregrinou por 13 anos nas divisões mais baixas do futebol brasileiro, chegando até a disputar a Série D, a quarta divisão, por 3 anos consecutivos (2011 a 2013). Retorna agora como 3º colocado da Série B em 2020.

No entanto, o ano de 2021 não começou da melhor maneira para o clube gaúcho. Foi eliminado pelo Vila Nova na Copa do Brasil e sofreu para classificar-se entre os 4 finalistas do campeonato gaúcho, alcançando sua vaga apenas na última rodada. Na sequencia foi eliminado pelo Internacional, apesar de ter vencido o jogo de ida por 1 x 0, foi goleado no jogo da volta por 4 x 1 e agora espera sua estreia no Brasileirão, sua única competição a disputar ainda este ano. Manter-se na elite do futebol, é sem dúvida, seu maior objetivo.

Treinador: Marquinho Santos
Tempo no Cargo: desde 4 de fevereiro de 2021.
Destaques do time: Matheus Peixoto 
Fique de olho: Guilherme, meia de 21 anos.
Time-base: Marcelo Carné, Paulo Henrique, Cleberson, Rafael Forster e Alyson; João Paulo, Guilherme Castilho e Wescley; Marcos Vinicios, Matheus Peixoto e Capixaba.
Posição no Estadual 2021: eliminado na semifinal pelo Internacional.
Posição no Brasileirão 2020: 3º lugar da Série B
Títulos Brasileiros:  nenhum.

Cuiabá

Cuiabá

O Cuiabá é o principal estreante da elite do futebol brasileiro. O clube chega pela primeira vez na divisão mais alta do futebol. O clube é ainda o mais jovem entre todas as 4 divisões do futebol brasileiro. Fundado em 2001, o “dourado” tem apenas 20 anos de idade e precisou de apenas 2 temporadas na Serie B, para conseguir seu primeiro acesso a primeira divisão. Vale ressaltar ainda, que nos seus 20 anos de existência, o time conquistou 9 vezes o campeonato estadual e 2 vezes a Copa Verde.

O responsável por conduzir a equipe em sua primeira passagem pela Série A do Brasileirão, será Alberto Valentim. O treinador chegou no inicio de abril para aquele que certamente será o maior desafio da sua carreira: manter o Cuiabá na elite do futebol.

Treinador: Alberto Valentim
Tempo no Cargo: desde 01 de abril de 2021
Destaques do time: Walter (goleiro), Anderson Conceição, Uendel e Clayson.
Fique de olho: Rikelme, meia-atacante do Cuiabá, de 18 anos.
Time-base: Walter, Lucas Ramon, Marllon, Anderson Conceição e Uendel; Uilian Correia, Rafael Gava e Camilo; Clayson, Guilherme Pato e Elton.
Posição no Estadual 2021: na final contra o Operario de Várzea Grande.
Posição no Brasileirão 2020: 4º lugar da Série B
Títulos Brasileiros: nenhum.

Sistema de disputa do Campeonato Brasileiro de 2021

O campeonato brasileiro de 2021 mantém a mesma fórmula de disputa dos últimos anos. No sistema de todos contra todos, os clubes se enfrentam em turno e returno, totalizando 38 rodadas, e o time que somar mais pontos será o campeão brasileiro de 2021.

Em caso de empate em pontos, os critérios de desempate são pela ordem:

  1. Número de vitórias;
  2. Saldo de gols;
  3. Gols pró;
  4. Confronto direto;
  5. Menor número de cartões vermelhos;
  6. Menor número de cartões amarelos;
  7. Sorteio.

Os 4 primeiros colocados tem vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2021. O 5º e o 6º colocado, classificam-se para a chamada “Pré-Libertadores” e disputam uma fase classificatória para chegar a fase de grupos da competição continental.

O 7º ao 12º colocado garantem a participação na Copa Sul Americana, enquanto que os últimos 4 colocados (17º ao 20º) estarão rebaixados para a Serie B do Campeonato Brasileiro em 2022.

Uso do VAR e arbitragem no Brasileirão 2021

Pela terceira vez na história do Campeonato Brasileiro, está previsto o uso do VAR – Video Assistant Referee – nos 380 jogos da competição.

Em março deste ano, foi aprovada a construção de uma central única para o VAR, seguindo o mesmo modelo da NBA americana. Além de centralizar o VAR, a ideia é fazer do local um centro de desenvolvimento e excelência da arbitragem brasileira.

Dado curioso: o Brasileirão de 2020, com o uso do VAR, alcançou seu recorde na última década, em pênaltis marcados. Foram marcados um total de 139 penalidades máximas, contra 127 pênaltis marcados em 2017, o maior número até então, na década.

Dicas do Cartola

Para dicas no Cartola, recomendamos seguir no twitter o @CFD_Oficial que traz dicas importantes para escalar seu time: