ano de 2020 tem sido diferente de tudo o que pensamos quando o mesmo começou. O campeonato brasileiro que deveria ter começado em Maio acabou tendo sua primeira rodada no dia 8 de Agosto. Nem o torcedor mais pessimista poderia prever isso em janeiro deste ano. E um ano diferente, pede ajustes. Por isso, o Leitura de Jogo decidiu publicar o seu guia apenas depois de 5 rodadas disputadas. E por que? Porque como nosso nome já indica, fazemos Leitura de Jogo e não apenas palpitômetros”. Nosso objetivo é sempre trazer aos nossos leitores a melhor análise possível de cada uma das 20 equipes que irão disputar o campeonato brasileiro. Precipitados seríamos, em emitir um guia sem sequer ter visto as equipes em campo, depois de 4 meses de parada. Assim, nos tomamos o trabalho de analisar as rodadas iniciais e trazer informações mais precisas para este campeonato. Ao mesmo tempo, mantemos a estrutura do nosso Guia, que pretende trazer respostas a estas perguntas: Quem é o favorito a ganhar o Brasileirão? Quem vai lutar contra o rebaixamento? E quem sonha com uma vaga na Libertadores ou até mesmo na Sul Americana?

O Guia do Brasileirão 2020 traz em um único lugar, tudo o que você precisa saber para estar informado sobre o campeonato mais importante do país. Não ficamos em cima do muro: apontamos os favoritos ao título, os destaques de cada time, os treinadores e uma análise do momento do time nesta arrancada de campeonato.

Análise dos 20 clubes participantes do Campeonato Brasileiro 2020

Para dar uma estrutura clara ao nosso Guia e percepções sobre quem brigará pelo que no campeonato, mantemos o formato do Guia do Brasileirão 2019, e vamos dividir os 20 clubes em 4 “grupos” com 5 clubes em cada grupo de acordo com as reais possibilidades de cada time no campeonato. Não se trata da aspiração declarada de cada um dos times no Brasileirão, mas sim, do que entendemos ser factível a cada clube buscar na competição.

No grupo 1, escolhemos os 5 clubes com maiores possibilidades de brigar pelo título. No grupo 2, colocamos 5 times que possivelmente vão brigar por uma vaga na Libertadores. No grupo 3, apontamos as 5 equipes que vão brigar por uma vaga na sul americana e finalmente o grupo 4 com os clubes que devem lutar contra o rebaixamento.

Brigam pelo título do Brasileirão 2020

Atlético Mineiro

Sem conquistar um título brasileiro desde 1971, o galo mineiro começou bem o campeonato, com grande vitória sobre o atual campeão Flamengo no Rio de Janeiro. O Atlético Mineiro aposta (e muito) na real possibilidade de ser o grande campeão brasileiro de 2020. Trouxe um treinador experiente e capacitado, que ficou com o vice-campeonato em 2019 e reforçou bastante o elenco para a conquista do título.

Jorge Sampaoli projeto um time bastante ofensivo para esse campeonato brasileiro. Jogando no 4-3-3 e com a ideia de manter a posse de bola e procurar espaços na defesa adversária. Utiliza os pontas abertos e não tem pressa para ferir o adversário. Resta saber se terá os resultados esperados.

Treinador: Jorge Sampaoli.
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Rever, Savarino, Marrony e Keno
Posição no Estadual 2020: Finalista, enfrenta a Tombense.
Posição no Brasileirão 2029: 13º colocado
Títulos Brasileiros: 1 título (1971)
Como foi a arrancada:
Flamengo 0 x 1 Atlético-MG
Atlético-MG 2 x 0 Ceará
Atlético-MG 3 x 2 Corinthians
Botafogo 2 x 1 Atlético-MG
Internacional 1 x 0 Atlético-MG

Flamengo

O atual campeão brasileiro tem a seu favor a manutenção de quase todo o elenco que conquistou o título brasileiro em 2019. Por outro lado, tem uma perda bastante significativa: a saída do treinador português, Jorge Jesus. Com a saída do comandante, o rubro-negro carioca trouxe outro estrangeiro na tentativa de repetir a fórmula que deu muito certo em 2019.

O espanhol, Domenec Torrent foi o escolhido e estará a frente da equipe neste campeonato. A grande incógnita portanto, está na resposta dentro de campo que a equipe dará com o novo treinador. Enquanto Jorge Jesus deixava o time mais livre dentro de campo, Domenec é mais apegado as posições fixas e a movimentação pré-estabelecida. Resta saber o quanto o time poderá adaptar-se a esse novo modelo de jogo.

Treinador: Domenec Torrent
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Filipe Luis, Gerson, Gabigol, Bruno Henrique, De Arrascaeta e Everton Ribeiro.
Posição no Estadual 2020: Campeão
Posição no Brasileirão 2019: Campeão
Títulos Brasileiros: 6 títulos (1980, 1982, 1983, 1992, 2009 e 2019)
Como foi a arrancada:
Flamengo 0 x 1 Atlético-MG
Atlético-GO 3 x 0 Flamengo
Coritiba 0 x 1 Flamengo
Flamengo 1 x 1 Grêmio
Flamengo 1 x 1 Botafogo

Internacional

A equipe do argentino Eduardo Coudet ainda é uma incógnita, até mesmo para o torcedor colorado. Até o inicio do campeonato brasileiro, o time colorado havia perdido apenas 3 jogos no ano. No entanto, todos para o Grêmio, seu arqui-rival, o que deixa o torcedor colorado apreensivo.

Coudet é um treinador experiente que levou o Racing a conquista do título argentino na temporada 2018-19. Coudet é adepto a posse de bola e da recuperação da mesma ainda no campo adversário. Tem estilo de jogo ofensivo e com movimentação intensa. A grande preocupação no entanto foi a perda do seu principal atacante, Paolo Guerrero, que lesionado não joga mais no ano de 2020. Para suprir a perda, o clube gaúcho busca um novo jogador para ser o comandante de ataque na temporada. Até a publicação deste guia o mais provável é que o uruguaio Abel Hernández seja contratado para a posição.

Treinador: Eduardo Coudet
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Marcelo Lomba, Victor Cuesta, Edenilson e Thiago Galhardo.
Posição no Estadual 2020: 3º colocado
Posição no Brasileirão 2019: 7º colocado
Títulos Brasileiros: 3 títulos (1975, 1976 e 1979)
Como foi a arrancada:
Coritiba 0 x 1 Internacional
Internacional 2 x 0 Santos
Fluminense 2 x 1 Internacional
Internacional 3 x 0 Atlético-GO
Internacional 1 x 0 Atlético-MG

Palmeiras

O Palmeiras voltou a conquistar um campeonato paulista depois de 12 anos, novamente com Vanderlei Luxemburgo no comando da equipe. Campeão brasileiro em duas das últimas 5 edições, o clube paulista entra em nossa lista de favoritos, muito mais pelo peso da camisa e competência do seu treinador, que pelo desempenho que vem apresentando dentro de campo.

Vanderlei Luxemburgo é o treinador com mais títulos da história do campeonato brasileiro, com 5 no total. Sabe, portanto, como disputar esse campeonato e tirar o melhor do seu elenco de jogadores. O clube ainda não repôs a altura a saída de Dudu e tem carências em várias posições. Mas ainda assim, tem qualidade suficiente para brigar na ponta de cima da tabela e se trouxer reforços, pode aspirar até mesmo o título da competição.

Treinador: Vanderlei Luxemburgo
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Weverton, Gustavo Gómez, Felipe Melo, Patrick de Paula e Luis Adriano.
Posição no Estadual 2020: Campeão
Posição no Brasileirão 2019: 3º colocado
Títulos Brasileiros: 10 títulos (1960, 1967, 1967, 1969, 1972, 1973, 1993, 1994, 2016 e 2018)
Como foi a arrancada:
Fluminense 1 x 1 Palmeiras
Palmeiras 1 x 1 Goiás
Athletico Paranaense 0 x 1 Palmeiras
Palmeiras 2 x 1 Santos

Grêmio

O Grêmio é o clube da elite brasileira com o treinador a mais tempo a frente da equipe: Renato Gaúcho está no comando do tricolor gaúcho desde 2016 e a continuidade do trabalho, pode ser um fator decisivo a favor do clube gaúcho. Preocupa no entanto o aparente “desinteresse” que o Grêmio tem demonstrado no campeonato brasileiro, desde que Renato comanda o clube. Já na segunda rodada do brasileiro, o treinador escalou um time completamente reserva para o confronto contra o Ceará, o que desagradou muito a torcida.

Renato Gaúcho tem mantido o mesmo estilo de jogo, desde que assumiu o Grêmo em 2016. O time gosta de ter a posse de bola e transita a bola na intermediária o tempo que for necessário até encontrar espaços de penetração. Tem portanto na cadência e na paciência sua principal arma. Conta também com volantes de qualidade que sabem sair jogando e evita o “chutão”. Geromel e Kannemann na zaga dão segurança a equipe e o experiente Diego Souza comanda o ataque.  O Grêmio talvez seja o clube brasileiro mais preparado para vencer o campeonato já a algumas temporadas, mas sua priorização a outras competições tem deixado o clube gaúcho na fila, onde está desde 1996.

Treinador: Renato Gaúcho
Tempo no Cargo: desde 2016
Destaques do time: Geromel, Kannemann, Matheus Henrique, Jean Pyerre e Diego Souza.
Posição no Estadual 2020: a definir
Posição no Brasileirão 2019: 4º Lugar
Títulos Brasileiros: 2 títulos (1981 e 1996)
Como foi a arrancada:
Grêmio 1 x 0 Fluminense
Ceará 1 x 1 Grêmio
Grêmio  0 x 0 Corinthians
Flamengo 1 x 1 Grêmio
Vasco 0 x 0 Grêmio

Brigam por vaga no G6 da Libertadores

G6 Libertadores

Vasco

Apostando na mescla entre jovens da base e jogadores experientes, o Vasco da Gama tem o ex-jogador Ramon Menezes a frente da equipe e aspira um desempenho melhor que o de 2019, onde ficou apenas na 12ª posição da tabela. Até aqui Ramon treinou o time em 7 partidas, e está invicto com 6 vitórias e 1 empate.

Ramon Menezes adota um estilo de jogo de marcação por zona, posse de bola e transição rápida, fazendo-se uso de mais passes curtos que de lançamentos em profundidade. O comandante trabalha muito a recomposição rápida quando a equipe perde a bola e explora os contra ataques acionando German Cano, quem faz o papel de atacante mais adiantado.  O Vasco, pelo trabalho que vem desenvolvendo, pode sonhar com algo importante no campeonato.

Treinador: Ramon Menezes
Tempo no Cargo: desde 2020.
Destaques do time: Felipe Bastos, Yago Pikachu , Germán Cano e Martín Benitez.
Posição no Estadual 2020: 7º colocado
Posição no Brasileirão 2019: 12º colocado
Títulos Brasileiros: 4 títulos (1974, 1989, 1997 e 2000)
Como foi a arrancada:
Vasco 2 x 0 Sport Recife
Vasco 2 x 1 São Paulo
Ceará 0 x 3 Vasco
Vasco 0 x 0 Grêmio

Corinthians

O Corinthians é mais um time do qual não sabemos muito o que esperar em 2020. Tem a seu favor o peso da camisa, a gigante torcida, mas carece de qualidade no elenco para aspirar algo maior que um G6 e vaga na Libertadores.

Tiago Nunes é um treinador jovem e competente. Fez um grande trabalho a frente do CAP e ganhou a atenção do Corinthians. No clube paulista, implementou um esquema de jogo baseado no 4-2-3-1. Aposta muito na qualidade técnica de Luan para servir a Jô no ataque. Cantillo é o volante de maior qualidade e Fagner o principal responsável pelo apoio pelo lado direito. O recém-contratado meia atacante Otero é um dos reforços importantes na tentativa da diretoria de qualificar o elenco para a temporada.

Treinador: Tiago Nunes
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Cássio, Fágner, Gil, Luan e Jô.
Posição no Estadual 2020: Vice-campeão
Posição no Brasileirão 2019: 8º Lugar
Títulos Brasileiros: 7 títulos (1990, 1998, 1999, 2005, 2011, 2015 e 2017)
Como foi a arrancada:
Atlético-MG 3 x 2 Corinthians
Grêmio 0 x 0 Corinthians
Corinthians 3 x 1 Coritiba
Corinthians 1 x 1 Fortaleza

São Paulo

O São Paulo segue em 2020 sua profunda crise técnica, que já dura algumas temporadas. Constantes trocas de treinadores, mudanças no elenco, desorganização, tem sido a constante no clube paulista. Por esses motivos, não apostamos em algo superior a uma vaga na Libertadores para o clube do Morumbi.

Fernando Diniz assumiu a equipe no final de setembro de 2019 e desde então vem buscando dar consistência ao time, o que ainda não conseguiu. Foi eliminado no Paulistão pelo modesto Mirassol. É um time que prioriza o ataque e usa muitos jogadores para chegar na área adversária, o que por vezes, o deixa bastante exposto a contra ataques. Quando precisa defender-se, adota o 4-4-2, mas tem inconsistências defensivas importantes. É um time que precisa de ajustes para fazer um grande campeonato.

Treinador: Fernando Diniz
Tempo no Cargo: desde 2019
Destaques do time: Tiago Volpi, Daniel Alves, Arboleda, Hernanes e Tche Tche
Posição no Estadual 2020: 4º colocado
Posição no Brasileirão 2019: 6º colocado
Títulos Brasileiros: 6 títulos (1977, 1986, 1991, 2006, 2007 e 2008)
Como foi a arrancada:
São Paulo 1 x 0 Fortaleza
Vasco 2 x 1 São Paulo
São Paulo 1 x 1 Bahia
Sport Recife 0 x 1 São Paulo
São Paulo 1 x 0 Athletico Paranaense (jogo antecipado da rodada 11)

Athlético Paranaense

O Athlético Paranaense teve um começo de campeonato turbulento. Depois de vencer as duas primeiras partidas na competição, perdeu 4 seguidas e com isso, Dorival Junior acabou demitido. 

Com grande aspirações para este campeonato brasileiro, a diretoria do CAP busca agora um treinador que possa fazer a equipe jogar e levar o clube a brigar na ponta de cima da tabela. O CAP, no entanto, tem elenco e jogadores de qualidade para brigar até por vaga na Copa Libertadores. 

Treinador: Dorival Júnior demitido em 28 de Agosto
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Santos, Thiago Heleno, Nikão e Erick.
Posição no Estadual 2020: Campeão
Posição no Brasileirão 2019: 5º colocado
Títulos Brasileiros: 1 título (2001)
Como foi a arrancada:
Fortaleza 0 x 2 Atlhetico Paranaense
Atlhetico Paranaense 2 x 1 Goiás
Santos 3 x 1 Atlhetico Paranaense
Atlhetico Paranaense 0 x 1 Palmeiras
Athletico Paranaense 0 x 1 Fluminense
São Paulo 1 x 0 Athletico Paranaense (jogo antecipado da rodada 11)

Bahia

Roger Machado está a frente da equipe baiana desde Abril de 2019. Já venceu duas vezes o estadual e tem a ambição de levar o clube a uma sonhada classificação de Copa Libertadores. Por isso, mais que apenas manter-se na elite do futebol, o Bahia em 2020 sonha com mais.

Roger Machado tem se caracterizado por ser um treinador seguro defensivamente, mas com poucos recursos ofensivos em determinados momentos. Tem no meia Rodriguinho e no trio de ataque formado por Elber, Rossi e Gilberto, a grande esperança de fazer frente as maiores equipes de futebol do país.

Treinador: Roger Machado
Tempo no Cargo: desde 2019
Destaques do time: Gilberto, Rodriguinho, Élber e Nino Paraíba
Posição no Estadual 2020: Campeão
Posição no Brasileirão 2019: 11º colocado
Títulos Brasileiros: 2 títulos (1959 e 1988)
Como foi a arrancada:
Bahia 1 x 0 Coritiba
Bahia 2 x 1 Bragantino
São Paulo 1 x 1 Bahia
Ceará 2 x 0 Bahia

Brigam por vaga na Sul Americana

Sul Americana

Red Bull Bragantino

Abrindo o grupo dos que vão lutar por vaga na sul americana trazemos o Red Bull Bragantino. O clube paulista agora sob a gestão da poderosa Red Bull vem para o campeonato com aspirações importantes, superiores a um simples permanência na elite do futebol.

Equilibrio em todos os setores, é a aposta de Felipe Conceição no comando da equipe. Um time equilibrado, que valoriza a posse de bola, com zagueiros que sabem sair jogando, pontas agudos e laterais ofensivos. Quanto pode o Red Bull Bragantino fazer no Brasileirão?

Treinador: Felipe Conceição
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Ytalo, Artur, Alerrandro e Claudinho.
Posição no Estadual 2020: Campeão
Posição no Brasileirão 2018: 7º colocado
Títulos Brasileiros: nenhum
Como foi a arrancada:
Santos 1 x 1 Red Bull Bragantino
Red Bull Bragantino 1 x 1 Botafogo
Bahia 2 x 1 Red Bull Bragantino
Red Bull Bragantino 2 x 1 Fluminense
Red Bull Bragantino 1 x 2 Coritiba

Botafogo

O Botafogo não fez um grande campeonato carioca, onde acabou na 5a posição. Na última década, não teve melhor resultado que um 4º lugar em 2013. E é difícil pensar que possa buscar algo muito importante em 2020. Com Paulo Autuori a frente da equipe, o fogão tem um elenco escasso de recursos. Mesmo a chegada de Salomon Kalou representa uma mudança significativa nas pretensões do clube para a competição. O time no entanto, tentará desenvolver boa saída de jogo, especialmente com volantes de qualidade, para servir a Kalou e a Pedro Raul e assim, surpreender os adversários.

Treinador: Paulo Autuori
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Gatito Fernandez, Honda, Pedro Raul e Kalou.
Posição no Estadual 2020: 5º colocado
Posição no Brasileirão 2019: 15º colocado
Títulos Brasileiros: 2 títulos (1968 e 1995)
Como foi a arrancada:
Red Bull Bragantino 1 x 1 Botafogo
Fortaleza 0 x 0 Botafogo
Botafogo 2 x 1 Atlético-MG
Flamengo 1 x 1 Botafogo

Santos

O Santos fez um péssimo campeonato paulista, o pior na última década. Para se ter uma ideia, o time de 2008 foi considerado um dos piores da história e ficou em 8º lugar no paulista. Este ano o Santos ficou como 10º colocado. Com o resultado no Paulistão, Jesualdo Ferreira foi demitido e Cuca assumiu o comando do time, apenas 4 dias antes da estreia no Brasileirão.

Por isso, Cuca terá muito trabalho no comando do Santos. O comandante deve explorar ao máximo a mobilidade de Marinho e Soteldo pelos lados do campo, com o meia uruguaio Sanchez fazendo a aproximação junto ao ataque. No entanto, difícil determinar quanto tempo levará para o Santos ser um time organizado e competitivo.

Treinador: Cuca
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Luan Peres, Yeferson Soteldo, Marinho e Sanchez.
Posição no Estadual 2020: 10º colocado
Posição no Brasileirão 2019: Vice-campeão
Títulos Brasileiros: 8 títulos (1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1968, 2002 e 2004)
Como foi a arrancada:
Santos 1 x 1 Red Bull Bragantino
Internacional 2 x 0 Santos
Santos 3 x 1 Athlético Paranaense
Sport Recife 0 x 1 Santos
Palmeiras 2 x 1 Santos

Fluminense

O Fluminense fez um campeonato carioca irregular, mas chegou a decisão contra o Flamengo e perdeu. Odair Hellmann no conta com a confiança da torcida e precisará, durante o Brasileirão, mostrar que o time pode fazer frente de igual a igual para os grandes clubes do futebol nacional.

Qualidade e experiência, é o que o Fluminense tem no elenco com Fred, Nenê, Ganso e Marcos Paulo. Odair Helmman precisa encontrar o esquema ideal de jogo para tirar o máximo proveito dos recursos que tem em mãos.

Treinador: Odair Hellmann
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Fred, Nenê, Ganso e Marcos Paulo
Posição no Estadual 2020: Vice-campeão
Posição no Brasileirão 2019: 14º colocado
Títulos Brasileiros: 4 títulos (1970, 1984, 2010 e 2012)
Como foi a arrancada:
Grêmio 1 x 0 Fluminense
Fluminense 1 x 1 Palmeiras
Fluminense 2 x 1 Internacional
Red Bull Bragantino 2 x 1 Fluminense
Athletico Paranaense 0 x 1 Fluminense

Fortaleza

O Fortaleza voltou a elite do futebol brasileiro depois de 12 anos de ausência em 2019. Foi o vice-campeão da Serie C em 2017, campeão da Serie B em 2018 e conseguiu manter-se na metade de cima da tabela em 2019, e terminou em 9º lugar.

Para 2020, o time de Rogerio Ceni espera repetir a campanha do ano anterior, ou pelo menos, manter-se na elite do futebol brasileiro. Para isso, Ceni estuda muito os adversários e costuma ter variações importantes no esquema de jogo, de acordo ao adversário e ao campo de jogo. Também gosta de contar com volantes que sabem sair jogando e uma recomposição rápida quando perde a bola.

Treinador: Rogério Ceni
Tempo no Cargo: desde 2019
Destaques do time: Felipe, Yuri César, Wellington Paulista e Romarinho.
Posição no Estadual 2019: Fortaleza e Ceará farão a final em data a ser definida.
Posição no Brasileirão 2019: 9º colocado
Títulos Brasileiros: Nenhum título, foi duas vezes vice-campeão (1960 e 1968)
Como foi a arrancada:
Fortaleza 0 x 2 Athletico Paranaense
São Paulo 1 x 0 Fortaleza
Fortaleza 0 x 0 Botafogo
Goiás 1 x 3 Fortaleza
Corinthians 1 x 1 Fortaleza

Devem brigar contra o rebaixamento

Ceará

Em 2018 o Ceará terminou na 15ª posição no campeonato, o que o manteve na elite do futebol. Em 2019, uma posição abaixo, e o Vozão terminou na 16a posição, a última antes da zona da degola. Se cair mais uma posição, o Ceará estará entre os rebaixados do Brasileirão 2020.

Para fugir do rebaixamento, o Ceará abriu os cofres e reforçou o elenco. Foi o grande campeão da Copa Nordeste e aguarda a decisão do cearense frente o Fortaleza, seu arqui-rival. O grande nome da equipe é o experiente goleiro Fernando Prass. Jogando no 4-2-3-1, o time de Guto Ferreira usa muito os lados do campo, bem como gosta de levar a bola até a linha de fundo e buscar os cruzamentos.

Treinador:  Guto Ferreira
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Fernando Prass, Charles, Fernando Sobral e Cleber.
Posição no Estadual 2020: Ceará e Fortaleza vão decidir o campeonato em data a ser definida.
Posição no Brasileirão 2019: 16º colocado
Títulos Brasileiros: Nenhum. Tem um 3º lugar em 1967
Como foi a arrancada:
Sport Recife 3 x 2 Ceará
Ceará 1 x 1 Grêmio
Atlético-MG 2 x 0 Ceará
Ceará 0 x 3 Vasco
Ceará 2 x 0 Bahia

Sport Recife

O Sport Recife está de volta a primeira divisão do futebol nacional com a conquista do vice-campeonato da Serie B em 2019. O clube pernambucano no entanto, fez péssimo campeonato estadual, onde terminou na 7ª posição. 

Com um mau começo de campeonato, o Sport demitiu o treinador Daniel Paulista e trouxe Jair Ventura, que assume o clube a partir da 6ª rodada. O treinador estava sem clube desde 2018, quando deixou o Corinthians. Assume a equipe na 18ª posição e na zona de rebaixamento com a missão de salvar o clube da degola.

Treinador:  Jair Ventura
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Leandro Barcía, Hernane Brocador, Jonatan Gomez e Adryelson
Posição no Estadual 2020: 7º colocado
Posição no Brasileirão 2019: Vice-campeão da Série B
Títulos Brasileiros: 1 título (1987)
Como foi a arrancada:
Sport Recife 3 x 2 Ceará
Vasco 2 x 0 Sport Recife
Atlético-GO 1 x 1 Sport Recife
Sport Recife 0 x 1 Santos
Sport Recife 0 x 1 São Paulo

Goiás

O Goiás retornou a elite do futebol nacional em 2019, com a 4ª colocação da Serie B de 2018. Em 2019 fez um bom campeonato e terminou na 10ª posição na tabela. Poderá encontrar maiores dificuldades em 2020, para permanecer na elite do futebol.

O clube goiano demitiu a Ney Franco e o seu diretor de futebol, as vésperas do clássico frente o Atlético Goianiense. Talvez o choque tenha dado resultados, visto que a equipe venceu o clássico por 2 x 0. Dois dias depois do clássico, foi anunciado Thiago Larghi como novo treinador. Esta será apenas a segunda experiência como treinador do jovem técnico de 39 anos. Em 2018, treinou o Atlético MG entre fevereiro e outubro. Assume o clube na 15ª posição da tabela. 

Treinador: Thiago Larghi
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Tadeu, Daniel Bessa, Victor Andrade e Rafael Moura.
Posição no Estadual 2020: Campeonato ainda na primeira fase, goiano será retomado em janeiro 2021.
Posição no Brasileirão 2019: 10º colocado
Títulos Brasileiros: Nenhum. Chegou a um 3º lugar em 2005 e 4º lugar em 1996
Como foi a arrancada:
Atlhético Paranaense 2 x 1 Goiás
Palmeiras 1 x 1 Goiás
Goiás 1 x 3 Fortaleza
Goiás 2 x 0 Atlético Goianiense

Atlético-GO

O Atlético Goianiense chega para a elite do futebol nacional com a 4ª e última vaga da Série B e tem como objetivo a manutenção da equipe na Série A do Brasileirão.

Para alcançar esta meta, em junho de 2020, foi contratado Vagner Mancini. Desde então, o comandante tem variado o esquema entre um 4-1-4-1 e um 4-2-3-1. Marlon Freitas e Jorginho são os responsáveis pela criação das jogadas e servir o ataque, junto com o apoio dos laterais que tem liberdade para avançar. Renato Kayser é o nome do comando do ataque e responsável pelos gols da equipe.

Treinador: Vagner Mancini
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Kozlinski, Gustavo Ferrareis, Jorginho e  Renato Kayser
Posição no Estadual 2020: Campeonato goiano será retomado apenas em janeiro de 2021.
Posição no Brasileirão 2019: 4º colocado da Série B
Títulos Brasileiros: Nenhum. Em 11 participações, a melhor colocação foi um 6º lugar em 1968.
Como foi a arrancada:
Atlético-GO 3 x 0 Flamengo
Atlético-GO 1 x 1 Sport Recife
Internacional 3 x 0 Atlético-GO
Goiás 2 x 0 Atlético Goianiense

Coritiba

O Coritiba retornou a Série A do Brasileirão como 3º colocado da Serie B. No entanto, um mau começo no campeonato brasileiro já fez “rolar” a cabeça de Eduardo Barroca. O coxa branca anunciou Jorginho como novo treinador. 

Jorginho assume o clube na lanterna do campeonato com 3 pontos. A única vitória foi justamente depois da demissão de Barroca. Jorginho costuma armar times mais defensivos e reativos, que exploram o contra-ataque. Na leitura do clube paranaense, pode ser o modelo de jogo ideal para lutar contra o rebaixamento, maior objetivo do clube na temporada.

Treinador: Jorginho
Tempo no Cargo: desde 2020
Destaques do time: Wilson, Robson, Sassá e William Matheus.
Posição no Estadual 2020: Vice-campeão
Posição no Brasileirão 2019: 3º colocado Serie B
Títulos Brasileiros: 1 título (1985)
Como foi a arrancada:
Coritiba 0 x 1 Internacional
Bahia 1 x 0 Coritiba
Coritiba 1 x 0 Flamengo
Corinthians 3 x 1 Coritiba
Red Bull Bragantino 1 x 2 Coritiba

Sistema de disputa do Campeonato Brasileiro de 2020

Apesar da pandemia, o campeonato brasileiro de 2020 mantém a mesma fórmula de disputa dos últimos anos. No sistema de todos contra todos, os clubes se enfrentam em turno e returno, totalizando 38 rodadas, e o time que somar mais pontos será o campeão brasileiro de 2019.

Em caso de empate em pontos, os critérios de desempate são pela ordem:

  1. Número de vitórias;
  2. Saldo de gols;
  3. Gols pró;
  4. Confronto direto;
  5. Menor número de cartões vermelhos;
  6. Menor número de cartões amarelos;
  7. Sorteio.

Os 4 primeiros colocados tem vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2020. O 5º e o 6º colocado, classificam-se para a chamada “Pré-Libertadores” e disputam uma fase classificatória para chegar a fase de grupos da competição continental.

O 7º ao 12º colocado garantem a participação na Copa Sul Americana, enquanto que os últimos 4 colocados (17º ao 20º) estarão rebaixados para a Serie B do Campeonato Brasileiro em 2021.

Uso do VAR e arbitragem no Brasileirão 2020

Pela segunda vez na história do Campeonato Brasileiro, está previsto o uso do VAR – Video Assistant Referee – nos 380 jogos da competição.

Por outro lado, em todos os jogos deverá ser escalado um árbitro local que ficará como “substituto”. Isso porque, cada árbitro precisa ser avaliado ao se apresentar no estádio, e no caso de um deles ter febre, terá que ser chamado o árbitro local para substituí-lo. A escolha de um árbitro local é para evitar custos adicionais com viagens de um árbitro adicional.

Campeonato Brasileiro terminará em Fevereiro de 2021

Com a pandemia que paralisou o futebol em todo o país por 4 meses e a decisão da CBF de manter a mesma fórmula do campeonato brasileiro, com jogos ida e volta e 38 rodadas, o campeonato brasileiro tem previsão de finalizar no dia 24 de fevereiro de 2021.

Ao mesmo tempo, a CBF decidiu que o campeonato brasileiro não irá parar em nenhuma data FIFA para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Com isso, algumas equipes podem ter desfalques importantes em rodadas do Brasileirão.

O campeonato brasileiro de 2020 iniciou-se no dia 9 de Agosto de 2020 e sua última rodada seria disputada no dia 24 de Fevereiro de 2021, caso não tenhamos surpresas durante a competição.

 
Compartilhe: