Estamos às vésperas de mais uma edição do campeonato brasileiro, o mais importante do país. Quem é o favorito a ganhar o Brasileirão? Qual o melhor time do Brasil no momento? Quem vai lutar contra o rebaixamento? E quem sonha com uma vaga na Libertadores ou até mesmo na Sul Americana?

O Guia do Brasileirão 2019 traz tudo o que você precisa saber para estar informado sobre o campeonato mais importante do país, os favoritos, o atual momento das equipes, os destaques de cada time, os treinadores, o desempenho nos estaduais e as novidades do Brasileirão: uso do VAR, a briga com a Televisão, o regulamento e as novas regras do futebol.

Favoritos ao título do Brasileirão 2019

Há quem diga que o Brasileirão é o campeonato mais difícil do mundo, pois a cada ano, há pelo menos 8 ou até 12 equipes com chances de brigar pelo título, o que é muito diferente de campeonatos como La Liga onde Real Madrid e Barcelona são eternos favoritos, a Bundesliga de predomínio absoluto do Bayern ou a Serie A Italiana, onde a Juventus reina sozinha. A própria Premier League é limitada a 5 ou no máximo 6 equipes que de fato, vão brigar pelo título da competição.

Por outro lado, desde 2001 o Campeonato Brasileiro não tem um campeão fora do eixo São Paulo-Rio-Minas. O Atlético Paranaense foi o campeão brasileiro em 2001 e desde então, 11 vezes tivemos um clube paulista campeão, 3 vezes um time carioca e 3 vezes o Cruzeiro, representando Minas Gerais. E nos últimos 4 anos um “revezamento” entre Corinthians e Palmeiras, com dois títulos para cada um.  Os gaúchos não vencem o Brasileirão desde 1996, quando o Grêmio conquistou a taça. O Internacional já amarga 40 anos na fila, desde o último título em 1979. E finalmente, não temos um campeão brasileiro nordestino desde a sequencia do Sport Recife de 1987 e o Bahia de Bobô, em 1988.

Considerando então a história do campeonato, o momento atual das equipes, o elenco de cada uma delas, o Leitura de Jogo faz as suas apostas para mais uma edição da mais importante competição do nosso futebol.

Análise dos 20 clubes participantes do Campeonato Brasileiro 2019

Para facilitar (ou não) a árdua missão de antecipar o que pode acontecer em um campeonato tão imprevisível como esse, o Leitura de jogo construiu seu próprio método. Separou os 20 clubes em 4 “grupos” com 5 clubes em cada grupo de acordo com as reais possibilidades de cada time no campeonato. Não se trata da aspiração declarada de cada um dos times no Brasileirão, mas sim, do que entendemos ser factível a cada clube buscar na competição.

No grupo 1, escolhemos os 5 clubes com maiores possibilidades de brigar pelo título. No grupo 2, colocamos 5 times que possivelmente vão brigar por uma vaga na Libertadores. No grupo 3, apontamos as 5 equipes que vão brigar por uma vaga na sul americana e finalmente o grupo 4 com os clubes que devem lutar contra o rebaixamento.

Brigam pelo título do Brasileirão 2019

times que brigam pelo titulo do brasileirao 2019

Cruzeiro

O Cruzeiro foi campeão mineiro invicto e faz grande campanha na Copa Libertadores. Adicionalmente, reforçou a equipe trazendo o atacante Pedro Rocha (ex-Grêmio) para o já forte elenco. Tem uma sólida linha de defesa com Edílson, Dedé, Léo e Egidio, e o experiente goleiro Fábio. E do meio pra frente são muitos os nomes de qualidade como Robinho, Rodriguinho, Thiago Neves e Fred. Pode ser o grande favorito ao título do Brasileirão, mas irá depender do foco que dará ao campeonato, visto que também tem grandes chances na Copa Libertadores. O seu treinador Mano Menezes é o técnico mais tempo a frente da mesma equipe entre os 20 clubes da Serie A do Brasileirão.

Treinador: Mano Menezes
Tempo no Cargo: desde 26/07/2016 – 2 anos e 9 meses
Destaques do time: Fábio, Pedro Rocha, Rodriguinho, Thiago Neves e Fred
Posição no Estadual 2019: Campeão
Posição no Brasileirão 2018: 8º colocado
Títulos Brasileiros: 4 títulos (1966, 2003, 2013 e 2014)
Primeiros jogos: Flamengo (fora), Ceará (casa), Goiás (casa)

Palmeiras                                 

O Palmeiras é o atual campeão brasileiro e tem um dos melhores elencos do Brasil, treinador experiente, estrutura e deve estar brigando no bloco de cima da tabela. Apesar de ter sido eliminado na semifinal do campeonato paulista pelo São Paulo, o time de Luis Felipe Scolari teve a melhor campanha do Paulistão e também deve encaminhar sua classificação na Copa Libertadores, onde atualmente ocupa a segunda colocação no grupo. Sonha com o bicampeonato brasileiro e vai lutar por isso.

Treinador: Felipão
Tempo no Cargo: desde 28/07/2018 – 9 meses
Destaques do time: Ricardo Goulart, Dudu, Scarpa, Felipe Melo e Willian Bigode.
Posição no Estadual 2019: 3º colocado, eliminado na semifinal pelo São Paulo
Posição no Brasileirão 2018: Campeão
Títulos Brasileiros: 10 títulos (1960, 1967, 1967, 1969, 1972, 1973, 1993, 1994, 2016 e 2018)
Primeiros jogos: Fortaleza (casa), CSA (fora), Internacional (casa)

Flamengo

O Flamengo reforçou o elenco (e muito) para fazer de 2019 um ano de conquistas. E o clube foi campeão com sobras do campeonato carioca e vai encaminhando sua classificação na Copa Libertadores da América. Abel Braga tem muita qualidade no elenco, especialmente do meio para a frente, com nomes como William Arão, Diego, Arrascaeta, Everton Ribeiro e Bruno Henrique. Se tiver foco é candidato a brigar pelo título do campeonato, do qual foi vice-campeão em 2018.

Treinador: Abel Braga
Tempo no Cargo: desde 11/12/2018 – 4 meses
Destaques do time: Rodrigo Caio, Diego, Arrascaeta, Gabigol e Bruno Henrique
Posição no Estadual 2019: Campeão
Posição no Brasileirão 2018: Vice-Campeão
Títulos Brasileiros: 5 títulos (1980, 1982, 1983, 1992 e 2009)
Primeiros jogos: Cruzeiro (casa), Internacional (fora), São Paulo (fora)

Grêmio

Campeão gaúcho de 2019 e com uma campanha abaixo das expectativas na Copa Libertadores, o time de Renato Portaluppi chega como um dos candidatos ao título no campeonato brasileiro, competição que não vence a mais de 20 anos. O Grêmio fez campanha histórica no Gauchão, onde venceu de forma invicta e tendo sofrido apenas um gol durante toda a competição. Também é importante destacar a continuidade do trabalho com a mesma comissão técnica desde 2016. Renato é superado apenas por Mano Menezes, que tem dois meses a mais de comando a frente do Cruzeiro.

Treinador: Renato Gaúcho
Tempo no Cargo: desde 18/09/2016 – 2 anos e 7 meses
Destaques do time: Geromel, Kannemann, Maicon, Luan e Everton
Posição no Estadual 2019: Campeão
Posição no Brasileirão 2018: 4º Lugar
Títulos Brasileiros: 2 títulos (1981 e 1996)
Primeiros jogos: Santos (casa), Avaí (fora), Fluminense (casa)

Internacional

A equipe de Odair Hellman ficou com o vice-campeonato gaúcho e faz boa campanha na Copa Libertadores. O time colorado tem mostrado que sabe fazer valer o fator local e será difícil vence-lo no Beira Rio. A dificuldade do time tem sido manter a intensidade do jogo durante os 90 minutos, pois tende a cair o desempenho nos jogos, durante o segundo tempo. O elenco é qualificado, o clube tem tradição, o trabalho vem sendo feito há bastante tempo pelo mesma comissão técnica e por isso, deve fazer um bom campeonato.

Treinador: Odair Hellmann
Tempo no Cargo: desde 11/11/2017 – 1 ano e 5 meses
Destaques do time: Marcelo Lomba, Victor Cuesta, Rodrigo Dourado, Nico Lopez e Paolo Guerrero
Posição no Estadual 2019: Vice-campeão nos pênaltis, contra o Grêmio na decisão
Posição no Brasileirão 2018: 3º colocado
Títulos Brasileiros: 3 títulos (1975, 1976 e 1979)
Primeiros jogos: Chapecoense (fora), Flamengo (casa), Palmeiras (fora)

Brigam por vaga no G6 da Libertadores

Times que brigam por libertadores no brasileirao 2019

São Paulo

O São Paulo iniciou o ano de 2019 com grande expectativa, pelas contratações realizadas. Essas expectativas, no entanto não se confirmaram nas mãos de Jardine, que acabou substituído por Cuca. Por questões de saúde, o novo treinador tricolor precisou esperar até o inicio de Abril para assumir o cargo, e nomeou Wagner Mancini como responsável pela condução da equipe até então. A parceria Cuca/Mancini colocou o São Paulo na final do campeonato paulista, mas o time do Morumbi acabou derrotado pelo Corinthians na final e ficou com o vice-campeonato. Ainda é difícil prever até onde poderá chegar o São Paulo na competição, mas deve brigar na metade de cima da tabela e por vaga na Copa Libertadores.

Treinador: Cuca
Tempo no Cargo: desde 01/04/2019 – 1 mês
Destaques do time: Arboleda, Hernanes, Tche Tche, Antony e Alexandre Pato
Posição no Estadual 2019: Vice-campeão
Posição no Brasileirão 2018: 5º colocado
Títulos Brasileiros: 6 títulos (1977, 1986, 1991, 2006, 2007 e 2008)
Primeiros jogos: Botafogo (casa), Goiás (fora), Flamengo (casa)

Athlético Paranaense

São grandes as expectativas do Athlético Paranaense para esse Campeonato Brasileiro. E não é por menos. O clube usou time alternativo no campeonato paranaense e ainda assim foi campeão, conquistando o bicampeonato. Por outro lado, faz grande campanha na Copa Libertadores. Tem elenco experiente e deve dar dor de cabeça a muita gente no campeonato.

Treinador: Tiago Nunes
Tempo no Cargo: desde 25/06/2018 – 10 meses
Destaques do time: Santos, Thiago Heleno, Nikão, Lucho González e Marco Ruben
Posição no Estadual 2019: Campeão
Posição no Brasileirão 2018: 7º colocado
Títulos Brasileiros: 1 título (2001)
Primeiros jogos: Vasco (casa), Fortaleza (fora), Chapecoense (fora)

Corinthians

O Corinthians em 2018 terminou em um frustrante 13º lugar no Brasileirão, o que não daria nem mesmo uma vaga na Copa Sul Americana, que acabou herdando a que seria do Athletico que foi a Copa Libertadores. Para apagar a péssima campanha de 2018, o timão trouxe de volta Fabio Carille, campeão brasileiro em 2017 e conquistou o tricampeonato paulista em 2019, ao bater o São Paulo na final. Entretanto, é difícil imaginar que o time vá brigar pelo titulo do Brasileirão, embora seja a meta de Carille e a expecativa da torcida.

Treinador: Fabio Carille
Tempo no Cargo: desde 07/12/2018 – 4 meses
Destaques do time: Cássio, Jadson, Ralf, Vagner Love e Gustavo
Posição no Estadual 2019: Campeão
Posição no Brasileirão 2018: 13º Lugar
Títulos Brasileiros: 7 títulos (1990, 1998, 1999, 2005, 2011, 2015 e 2017)
Primeiros jogos: Bahia (fora), Chapecoense (casa), Vasco (fora)

Santos

O Santos começou o ano muito bem com uma campanha avassaladora no campeonato paulista. No entanto, caiu frente ao Corinthians na semifinal e não chegou a decisão do campeonato. Ainda assim, foi a segunda melhor campanha da primeira fase do campeonato, atrás apenas do Palmeiras. É muito difícil saber o que esperar do Santos no Brasileirão, mas tem boas possibilidades de Sampaoli conseguir encontrar o esquema ideal de jogo.

Treinador: Jorge Sampaoli
Tempo no Cargo: desde 17/12/2018 – 4 meses
Destaques do time: Vanderlei, Gustavo Henrique, Jean Mota, Carlos Sanchez e Derlis Gonzalez
Posição no Estadual 2019: 4º colocado, eliminado pelo Corinthians na semifinal
Posição no Brasileirão 2018: 10º colocado
Títulos Brasileiros: 8 títulos (1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1968, 2002 e 2004)
Primeiros jogos: Grêmio (fora), Fluminense (casa), CSA (fora)

Atlético Mineiro

O Atlético Mineiro faz uma desastrosa campanha na fase de grupos da Copa Libertadores, e corre o risco de ser eliminado ainda na primeira fase da competição, o que acabou com a demissão do seu treinador, o experiente Levir Culpi. No Campeonato Mineiro, não foi capaz de superar o arquirrival Cruzeiro e acabou ficando com o vice-campeonato. Está em busca de um treinador e Rogerio Ceni é o nome preferido da direção, podendo ser anunciado nos próximos dias.

Treinador: Rodrigo Santana (interino).
Tempo no Cargo: desde 11/04/2019 em substituição a Levir Culpi
Destaques do time: Victor, Leonardo Silva, Elias, Cazares e Ricardo Oliveira
Posição no Estadual 2019: Vice-campeão
Posição no Brasileirão 2018: 6º colocado
Títulos Brasileiros: 1 título (1971)
Primeiros jogos: Avaí (casa), Vasco (fora), Ceará (fora)

Brigam por vaga na Sul Americana

Times que brigam por vaga na Sulamericana no campeonato brasileiro de 2019

Fluminense

O Fluminense inicia o Brasileirão de 2019 ainda sem ter um time consistente e definido. De olho no mercado, o clube busca reforços que devem estar somando-se ao grupo nas primeiras rodadas da competição. O time carioca não chegou sequer a decisão do carioca, sendo eliminado pelo Flamengo na semifinal, perdeu a decisão da Taça Guanabara para o Vasco e não chegou a decisão da Taça Rio onde também foi eliminado pelo Flamengo. O trabalho de Fernando Diniz é recente e ainda precisa de tempo para evolução. O Fluminense espera ter um campeonato melhor que 2018, onde terminou na 12ª colocação.

Treinador: Fernando Diniz
Tempo no Cargo: desde 19/12/2018 – 4 meses
Destaques do time: Matheus Ferraz, Luciano, Yony Gonzalez, Ganso e Pedro
Posição no Estadual 2019: 3º colocado
Posição no Brasileirão 2018: 12º colocado
Títulos Brasileiros: 4 títulos (1970, 1984, 2010 e 2012)
Primeiros jogos: Goiás (casa), Santos (fora), Grêmio (fora)

Vasco

Em 2018 o Vasco escapou por pouco do rebaixamento. Salvou-se ficando 1 ponto fora da zona de rebaixamento, a frente do Sport Recife, que terminou rebaixado. Em 2019, o time foi campeão da Taça Guanabara e vice-campeão carioca, mas não encantou ninguém. O time foi presa fácil do Flamengo nos dois jogos decisivos e deixa apreensiva a torcida, que espera uma campanha menos sofrida que em 2018. A perda do título do campeonato carioca ocasionou a demissão do treinador Alberto Valentim e o clube está em busca de um novo treinador no mercado.

Treinador: Alberto Valentim demitido em 21/04/2019. Clube buscando treinador.
Tempo no Cargo: desde 26/08/2018 – ficou 8 meses no cargo.
Destaques do time: Lucas Minero, Raul Caceres, Marrony, Yago Pikachu e Maxi Lopez
Posição no Estadual 2019: Vice-campeão
Posição no Brasileirão 2018: 16º colocado
Títulos Brasileiros: 4 títulos (1974, 1989, 1997 e 2000)
Primeiros jogos: Athletico (fora), Atlético (casa), Corinthians (casa)

Bahia

O Bahia voltou a elite do futebol brasileiro em 2018 e fez uma campanha razoável, ficando na 12ª posição. Recentemente trouxe Roger Machado para o lugar de Enderson Moreira, eliminado na Copa do Nordeste e na Copa Sul Americana. O Bahia foi o grande campeão do campeonato baiano de 2019.

Treinador: Roger Machado
Tempo no Cargo: desde 02/04/2019 – 1 mês
Destaques do time: Gregore, Nino Paraíba, Shaylon, Fernandão e Gilberto
Posição no Estadual 2019: Campeão
Posição no Brasileirão 2018: 11º colocado
Títulos Brasileiros: 2 títulos (1959 e 1988)
Primeiros jogos: Corinthians (casa), Botafogo (fora), Avaí (casa)

Botafogo

O Botafogo fez péssima campanha no campeonato carioca, onde não obteve classificação na Taça Rio e na Taça Guanabara. Na sequencia, perdeu para o Juventude na Copa do Brasil, o que ocasionou a demissão do treinador Zé Ricardo, que estava a 8 meses a frente do time. Assumiu então Eduardo Barroca, que tem a dura missão de fazer o time jogar o que ainda não jogou este ano. Barroca é oriundo da base do Botafogo mas dirigiu o sub-20 do Corinthians em 2018.

Treinador: Eduardo Barroca
Tempo no Cargo: 14/04/2019 – 2 semanas
Destaques do time: Gatito Fernandez, Marcelo Conceição, Diego Souza, Luiz Fernando e Erik
Posição no Estadual 2019: 8º colocado
Posição no Brasileirão 2018: 9º colocado
Títulos Brasileiros: 2 títulos (1968 e 1995)
Primeiros jogos: São Paulo (fora), Bahia (casa), Fortaleza (casa)

Chapecoense

A Chapecoense tem se mantido na elite do futebol nacional desde 2014, quando subiu após o vice-campeonato da Serie B em 2013. Mesmo após a tragédia ocorrida na Colombia em 2016, o clube se reconstruiu e sem qualquer tipo de privilegio no regulamento manteve sua vaga na primeira divisão. Em 2019, sob o comando do treinador Ney Franco, a equipe catarinense sonha não apenas com a permanência na Serie A, mas também com a classificação a uma das competições sul-americanas. No campeonato estadual, ficou com o vice-campeonato ao perder nos pênaltis (com polêmica do VAR) para o rival Avaí, após empate em 1 x 1 na decisão do campeonato, disputada em jogo único.

Treinador: Ney Franco
Tempo no Cargo: desde 28/03/2019 – 1 mês
Destaques do time: Gum, Douglas, Eduardo, Yann Rolim e Everaldo
Posição no Estadual 2019: Vice-campeão
Posição no Brasileirão 2018: 14º colocado
Títulos Brasileiros: Nenhum. Melhor colocação foi o 8º lugar em 2017
Primeiros jogos: Internacional (casa), Corinthians (fora), Athletico (casa)

Devem brigar contra o rebaixamento

times que brigam contra o rabaixamento no brasileirão 2019

Fortaleza

O Fortaleza volta a elite do futebol brasileiro depois de 12 anos de ausência, desde o rebaixamento em 2006, depois de ser o vice-campeão da Serie C em 2017 e campeão da Serie B em 2018. Com dois assensos consecutivos,  a expectativa do clube é manter-se na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Na temporada de 2019, o time chegou ao segundo título comandado por Rogerio Ceni, ao conquistar o campeonato cearense, vencendo o arquirrival Ceará nos dois jogos da decisão do estadual.

Treinador: Rogério Ceni
Tempo no Cargo: desde 10/11/2017- 1 ano e 5 meses
Destaques do time: Marcelo Boeck, Junior Santos, Ederson, Wellington Paulista e Edinho
Posição no Estadual 2019: Campeão
Posição no Brasileirão 2018: Campeão da Serie B
Títulos Brasileiros: Nenhum título, foi duas vezes vice-campeão (1960 e 1968)
Primeiros jogos: Palmeiras (fora), Athletico (casa), Botafogo (fora)

Ceará

Em 2018 o Ceará se encontrava na zona de rebaixamento e lembrou do treinador Lisca, que em 2015 assumiu o clube durante a disputa da Serie B do campeonato e salvou o time cearense do rebaixamento a Serie C. E Lisca novamente conseguiu tirar o Ceará do sufoco e leva-lo a 15ª posição no campeonato, o que o manteve na elite do futebol. No campeonato estadual, o treinador acabou vendo seu time ser derrotado pelo Fortaleza nos dois jogos decisivos, ficou com o vice-campeonato e acabou demitido. A missão do Ceará para 2019 é novamente permanecer na primeira divisão do futebol nacional.

Treinador: Lisca demitido dia 21/04/2019. Clube buscando treinador.
Tempo no Cargo: desde 04/06/2018 – ficou 11 meses no cargo.
Destaques do time: Edinho, Chico, Wescley, Ricardo Bueno e Roger
Posição no Estadual 2019: Vice-campeão
Posição no Brasileirão 2018: 15º colocado
Títulos Brasileiros: Nenhum. Tem um 3º lugar em 1967
Primeiros jogos: CSA (casa), Cruzeiro (fora), Atletico (casa)

Goiás

O Goiás retorna a elite do futebol nacional, depois de terminar na 4ª colocação da Serie B de 2018 e ficar com a última vaga de acesso. Tem a difícil missão de permanecer na primeira divisão em 2019. O clube foi o vice-campeão goiano ao perder os dois jogos na decisão para o Atlético Goianiense, que atualmente disputa a Serie B do Brasileirão, o que ocasionou a demissão do treinador Mauricio Barbieri.

Treinador: Mauricio Barbieri demitido 21/04/2019. Clube buscando treinador.
Tempo no Cargo: desde 02/12/2018 – ficou 5 meses no cargo.
Destaques do time: Sidão, Marlone, Renatinho, Brenner e Michael
Posição no Estadual 2019: Vice-campeão
Posição no Brasileirão 2018: 4º colocado na Série B
Títulos Brasileiros: Nenhum. Chegou a um 3º lugar em 2005 e 4º lugar em 1996
Primeiros jogos: Fluminense (fora), São Paulo (casa), Cruzeiro (fora)

Avaí

O Avaí vem desde 2009 oscilando entre as Serie A e B do Brasileirão. Com a 3ª colocação na Serie B em 2018, o time catarinense assegurou seu retorno ao primeiro escalão do Brasil e agora procura manter-se nesse seleto grupo do nosso futebol. O clube foi o campeão catarinense de 2019 ao bater a rival Chapecoense na decisão, nas cobranças de penalidades. O clube é dono ainda da melhor campanha da história de um clube catarinense no Brasileirão, com o 6º lugar obtido em 2009. E sonha com mais.

Treinador: Geninho
Tempo no Cargo: desde 19/04/2018 – 1 ano
Destaques do time: Betão, João Paulo, Daniel Amorim, Douglas e Getúlio
Posição no Estadual 2019: Campeão
Posição no Brasileirão 2018: 3º colocado Serie B
Títulos Brasileiros: Nenhum. Melhor colocação foi um 6º lugar em 2009, a melhor posição que um clube catarinense alcançou na história da competição
Primeiros jogos: Atlético (fora), Grêmio (casa), Bahia (fora)

CSA

O CSA retorna a primeira divisão do futebol brasileiro depois de 35 anos de ausência. O clube alagoano foi vice campeão da Serie B, desbancando equipes como a Ponte Preta, Coritiba e o rival CRB, que permaneceram na Serie B. Para esse ano, o grande e único objetivo é a permanência na Serie A do Brasileirão. No campeonato estadual, foi o campeão ao bater o CRB na final, na cobrança de penalidades máximas.

Treinador: Marcelo Cabo
Tempo no Cargo: desde 18/02/2018 – 1 ano e 2 meses
Destaques do time: Celsinho, Didira, Patrick Fabiano, Matheus Sávio e Robinho
Posição no Estadual 2019: Campeão
Posição no Brasileirão 2018: Vice-Campeão da Série B
Títulos Brasileiros: Nenhum. O clube nunca passou da 13ª colocação, posição que alcançou em 4 oportunidades (1966, 1967, 1981, 1985)
Primeiros jogos: Ceará (fora), Palmeiras (casa), Santos (casa)

Sistema de disputa do Campeonato Brasileiro de 2019

O Campeonato Brasileiro de 2019 mantém a mesma fórmula de disputa dos últimos anos. No sistema de todos contra todos, os clubes se enfrentam em turno e returno, totalizando 38 rodadas, e o time que somar mais pontos será o campeão brasileiro de 2019.

Em caso de empate em pontos, os critérios de desempate são pela ordem:

  1. Número de vitórias;
  2. Saldo de gols;
  3. Gols pró;
  4. Confronto direto;
  5. Menor número de cartões vermelhos;
  6. Menor número de cartões amarelos;
  7. Sorteio.

Os 4 primeiros colocados tem vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2020. O 5º e o 6º colocado, classificam-se para a chamada “Pré-Libertadores” e disputam uma fase classificatória para chegar a fase de grupos da competição continental.

O 7º ao 12º colocado garantem a participação na Copa Sul Americana, enquanto que os últimos 4 colocados (17º ao 20º) estarão rebaixados para a Serie B do Campeonato Brasileiro em 2020.

Uso do VAR no Brasileirão 2019

Pela primeira vez na história do Campeonato Brasileiro, está previsto o uso do VAR – Video Assistant Referee – nos 380 jogos da competição. A CBF – Confederação Brasileira de Futebol – aceitou arcar integralmente com os custos de uso da tecnologia e a utilização do VAR foi aprovada pelos clubes participantes, em reunião realizada em fevereiro deste ano na sede da CBF.

O pagamento da equipe de arbitragem, no entanto, segue de responsabilidade dos clubes, conforme vem acontecendo nos últimos anos.

Guia de Jogos na TV

Uma guerra foi estabelecida na negociação dos direitos de transmissão neste Campeonato Brasileiro. O resultado deste embate poderia ter como consequência vários jogos sem transmissão pela televisão. Isso se deve ao fato de que, segundo a regra contratual brasileira, as emissoras só podem transmitir uma partida de futebol quando tem contrato com ambos os times que disputam o jogo.

Este ano, as empresas que detêm os direitos transmissão são a Globo (Sportv) e a Turner, conhecida popularmente como Esporte Interativo (Space e TNT).

O Palmeiras recusava-se a assinar com a Globo e travava até a quinta rodada uma queda de braço com a emissora. Após muitas rodadas de negociação o alviverde paulista assinou contrato para a TV Aberta (Globo), Pay-per-view (Premiere) e GloboEsporte.com até 2014

Assim, temos a seguinte distribuição de acordos:

  • Clubes que assinaram com o SporTV (TV Fechada): Atlético-MG, Avaí, Botafogo, CSA, Chapecoense, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, São Paulo e Vasco
  • Clubes que assinaram com Esporte Interativo/Turner (TV Fechada): Athletico Paranaense, Bahia, Ceará, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos
  • Clubes que assinaram  com a Globo (TV Aberta): todos os 20 clubes
  • Clubes que assinaram  com o Premiere (Pay-per-view): todos menos o Athetico Paranaense

Mudanças na regra do futebol

Em março deste ano, a International Board anunciou mudanças na regra do futebol, que já serão aplicadas a partir da primeira rodada do Brasileirão 2019.

As principais são:

  1. Toque de mão – qualquer jogada de gol que tenha um toque na mão, mesmo que anterior à marcação do gol deve ser anulado.
  2. Goleiro no pênalti – os goleiros já não precisaram mais ter os dois pés na linha do gol no momento da cobrança, podendo ficar com apenas um pé tocando a linha.
  3. Cartão Amarelo e Vermelho para Comissão Técnica – tanto o treinador como a equipe de comissão técnica presente no banco de reservas, poderão ser advertidos com cartões amarelos e vermelhos.
  4. Substituições – é obrigatória a saída do atleta substituído pela linha lateral mais próxima de onde o mesmo se encontra, não sendo mais possível “atravessar” o gramado para a saída.
  5. Tiro de meta – não é mais obrigatória a saída da bola da grande área para estar em jogo no tiro de meta. A partir do toque do goleiro, a bola estará em jogo, tanto para que zagueiros e laterais sair jogando, como para os atacantes adversários interceptar e marcar o gol.
  6. Bola no árbitro – será dada bola ao chão sempre que tocar no árbitro da partida.
  7. Barreira – o time que tiver uma falta a favor será obrigado a manter  mínimo de 1 metro de distância da barreira. Com isso, terminarão os empurrões na formação da barreira. 

Pausa durante a Copa América 2019

O Campeonato Brasileiro de 2019 terá uma pausa durante a realização da Copa América 2019 no Brasil, entre 14 de junho e 07 de julho.

Essa pausa, no entanto, não deve alterar significativamente o calendário do campeonato, visto que a competição não irá parar nas datas FIFA oficiais.

Com isso, o campeonato começa no dia 27 de Abril e termina no dia 08 de Dezembro, com uma sequencia de jogos muito similar a de 2018.

Muitos números e um único campeão

Nosso campeonato é disputado há 70 anos, 157 equipes já o disputaram e 17 clubes foram campeões. Em 2019, mais de 5 milhões de torcedores devem passar pelos estádios dos 20 clubes nos 380 jogos do campeonato. A rede deve balançar quase 1000 vezes ou até mais. Devemos ter 1800 cartões amarelos e talvez 100 vermelhos. Serão aproximadamente 11 mil faltas, 4 mil escanteios e 2 mil impedimentos. Sim, muitos números para no final termos apenas um.

Um único campeão. O Campeão Brasileiro de 2019. Que vença o melhor.

Compartilhe: