A Copa Libertadores da América é a competição mais importante do nosso continente. Todos os clubes da América Latina sonham com a conquista do torneio, um dos mais importantes do mundo.

A edição de 2019 chega com a participação de 7 equipes brasileiras e o Leitura de Jogo traz neste Guia todas as informações sobre a competição, sempre com atualizações em cada uma das fases deste torneio, o mais desejado do continente.

Os times brasileiros na Libertadores 2019

Em cada esquina e em cada boteco do Brasil, a discussão é a mesma. Qual clube brasileiro tem o grupo mais fácil? Qual o grupo da morte? Quem fará a melhor campanha na primeira fase da libertadores? 

O Leitura de Jogo faz agora uma análise detalhada de cada um dos grupos desta edição da Copa Libertadores da América, que conta com pelo menos um clube brasileiro em 7 dos 8 grupos da competição.  O Grêmio tri campeão da América (1983/1995/2017) em um grupo mais difícil que em edições anteriores, o Flamengo de volta a competição que venceu em 1981 e tendo que encarar altitude na Bolívia, o Internacional, bicampeão em 2006 e 2010, encontrando em seu grupo o River Plate, campeão da libertadores de 2018, o Palmeiras, que conquistou a América em 1999 e novamente sob o comando de Felipão para buscar o bicampeonato, o Cruzeiro, que venceu a competição em 1976 e em 1997 buscando a consagração do trabalho de Mano Menezes com o tri campeonato, o Athletico Paranaense sonhando com um título inédito em um grupo com a presença do todo poderoso Boca Juniors e o Atlético Mineiro, campeão de 2013 encarando o tradicional Nacional do Uruguai como adversário. 

Que surpresas nos trará cada um dos grupos? Em meio a tantas possibilidades, apenas uma certeza: será uma grande competição. 

Leia também: Principais campeonatos de futebol do mundo

Fase de Grupos da Copa Libertadores

O Leitura de jogo traz uma análise completa sobre cada um dos 8 grupos da primeira fase da libertadores 2019, apontando os favoritos, o momento dos clubes na arrancada da competição, o histórico de cada um na Libertadores, curiosidades e as possíveis surpresas.

Trazemos ainda atualizações pontuais durante o andamento da competição, ao finalizar esta fase, com as posições em cada grupo e a classificação geral do torneio, indicando a melhor campanha da Libertadores 2019, que dá a vantagem as equipes para decidir seus jogos em casa nas seguintes fases.

Leia também: Libertadores da América: história, campeões e curiosidades

GRUPO A

River Plate-ARG
Internacional-BRA
Alianza Lima-PER
Palestino-CHI

Títulos da Libertadores: River Plate (4) e Internacional (2) = Total 6

O Grupo A tem como favoritos, sem sombra de dúvidas, o atual campeão da Copa Libertadores, o River Plate e o Internacional que volta a disputar uma Libertadores depois de 3 anos de ausência.

O time campeão da América, River Plate, manteve a base do elenco para essa Libertadores, mas perdeu dois importantes jogadores: o zagueiro Maidana e o craque do time, Gonzalo Pity Marinez. Ainda assim é o favorito para ficar em primeiro lugar no grupo.

O Internacional também pode manter a base do elenco de 2018, quando fez grande campanha no campeonato brasileiro, mas perdeu o centroavante Leandro Damião, e a reposição principal, o peruano Paolo Guerrero somente poderá jogar a partir de Abril. O colorado gaúcho começou muito mal o campeonato regional, mas vem se acertando aos poucos, e deve garantir sua classificação no grupo A.

O Alianza Lima é o clube mais popular do Peru, foi 23 vezes campeão nacional e sua melhor passagem na Libertadores foi em na década de 70 quando chegou a duas semifinais, em 1976 em 1978. E para essa Libertadores, o Alianza Lima investiu pesado e trouxe o experiente treinador Miguel Angel Russo, campeão da Libertadores pelo Boca Juniors em 2007. Além do treinador, trouxe jogadores em nível de seleção como o goleiro Gallese e o volante Cartagena, além do uruguaio Felipe Rodriguez.

Fechando o grupo, encontramos o Palestino do Chile, que ficou com a vaga que deveria ser do São Paulo. O Palestino foi campeão da copa do Chile em 2018, mas teve dificuldades em se manter na primeira divisão pelo campeonato nacional e por pouco não foi rebaixado. Os chilenos chegaram a fase de grupos eliminando o Independiente de Medellin e o Talleres de Cordoba. A melhor apresentação do Palestino na Libertadores, aconteceu em 1979 com o histórico ídolo colorado Elias Figueroa liderando a equipe até os triangulares semifinais do torneio.

Confrontos interessantes: a Copa Libertadores irá proporcionar o encontro de D’Alesandro vestindo a camisa do Internacional contra o seu ex-clube, o River Plate, time que o formou e ao qual retornou em 2017. Da mesma forma, Paolo Guerrero encontrará o clube que o formou, o Alianza Lima do Perú, de onde “fugiu” para assinar com o Bayern de Munique antes mesmo de jogar um jogo oficial pelo time principal.

dalessandro comemorando gol em inicio de carreira pelo River Plate

GRUPO B

Cruzeiro-BRA
Emelec-EQU
Huracan-ARG
Deportivo Lara–VEN

Títulos da Libertadores: Cruzeiro (2) = Total 2

No grupo B, o Cruzeiro aparece como favorito a vaga e Emelec e Huracan devem fazer uma bela disputa pela segunda posição no grupo.

O Cruzeiro do técnico Mano Menezes é o favorito do grupo para avançar as oitavas de final. O clube mineiro perdeu alguns jogadores, mas trouxe reforços e não deveria ter problemas para avançar neste grupo.

Os elétricos do Emelec são um time tradicional na libertadores da América, tendo participado em 28 oportunidades. O Emelec teve a sua melhor participação na Libertadores em 1995, quando foram eliminados na semifinal pelo Grêmio e ficaram na 3ª posição. O time faz um péssimo campeonato equatoriano, onde ocupa a modesta 12ª posição. É possível que tenha dificuldades de classificar-se, mesmo em um grupo tranquilo como este.

O argentino Huracan tem um time bastante competitivo e até algumas rodadas atrás, estava brigando dentro das 4 primeiras posições na Superliga argentina. Tem boa mecânica de jogo, uma defesa solida, mas caiu de produção nas ultimas rodadas no campeonato local. Não seria surpresa ver o Huracan classificado para a fase seguinte da Libertadores.

Fechando o grupo, encontramos o modesto Deportivo Lara. O time venezuelano chegou a competição como vice campeão venezuelano e jamais conseguiu avançar de fase na Copa Libertadores. E muito provavelmente será mais uma vez um coadjuvante na competição.

Recorde de Público: é do Cruzeiro o recorde histórico de público em um jogo pela Copa Libertadores. Na final de 1997 com o Sporting Cristal do Peru, o Cruzeiro colocou 102.149 pessoas no Mineirão para assistir à vitória por 1 a 0, que daria o título ao clube mineiro.

cruzeiro campeao libertadores 1996

GRUPO C

Olímpia-PAR
Sporting Cristal-PER
Godoy Cruz-ARG
Universidad de Concepción-CHI

Títulos da Libertadores: Olimpia (3) = Total 3

Olimpia y la Copa Libertadores:
296 partidos
118 victorias
84 empates
94 derrotas
423 goles anotados
368 goles recibidos
3 títulos (1979, 1990, 2002)https://t.co/w5c3LB2BWl

— Rubén Darío Orué (@Benru79) 4 de março de 2019

Pela tradição, o Olímpia deve encaminhar uma vaga as oitavas de final e a segunda colocação é uma incógnita absoluta, visto que é baixo o nível das três equipes que compõe o grupo juntamente com os paraguaios. Analisando pelo desempenho atual das equipes, este poderia indicar que o Sporting Cristal seria o favorito a segunda vaga.

O Sporting Cristal do Peru foi vice-campeão da Libertadores em 1997, quando foi derrotado pelo Cruzeiro na decisão. Venceu o campeonato peruano em 2018, com duas goleadas frente ao Alianza Lima na decisão e já arrancou o campeonato de 2019 com 3 vitórias em 3 jogos. É candidato a ficar com a segunda vaga no grupo.

O Godoy Cruz fez um grande campeonato argentino quando ficou com o vice campeonato, apenas dois pontos atrás do Boca Juniors o que o colocou na Libertadores. Para essa temporada, entretanto, trocou de treinador e perdeu muito do seu desempenho dentro de campo. Atualmente é apenas o 14º colocado no campeonato local e não apresenta boas atuações. Tem um bom atacante, o uruguaio Santiago Morro Garcia, mas que por ser um centroavante de área, precisa ser servido pelo time para ter um bom desempenho, o que não vem acontecendo. Na ultima rodada do campeonato argentino, o clube trocou novamente o técnico e agora assume Lucas Bernardi, quem tem a dura missão de fazer o time voltar a jogar.

O modesto Universidad de Concepción, do Chile, fecha o grupo C da Libertadores e pode agradecer aos céus o grupo que terá pela frente. O time fundado apenas em 1994 foi campeão da terceira divisão chilena em 1997, foi campeão da segunda divisão em 2013, vice campeão chileno em 2007 e 2018, e vai disputar sua terceira copa libertadores, sem maiores expectativas de classificação.

Recordes do Sporting Cristal: o time peruano participou do jogo com o maior número de expulsões da história da competição. Foi no confronto com o Boca Juniors, na Bombonera em 1971. O jogo estava 2 x 2 quando quase ao final da partida, uma batalha campal foi armada e 19 jogadores terminaram expulsos. Além desse recorde, o Sporting também esteve presente no maior público da história, na final contra o Cruzeiro em 1997.

GRUPO D

Peñarol-URU
Flamengo-BRA
LDU Quito-EQU
San José-BOL

Títulos da Libertadores: Peñarol (5) + Flamengo (1) + LDU Quito (1) = Total 7

O Grupo D é onde temos mais títulos da libertadores. O grupo entretanto, não pode ser considerado o grupo da morte. O Penãrol há muito tempo não assusta e o maior adversário do Flamengo deve ser mesmo a altitude, que encontrará em Quito e em Oruro, contra o São José. A tendência é a vaga ficar com o Flamengo e uma disputa entre Peñarol e LDU pela segunda posição.

Lista de relacionados do Flamengo para a estreia na Conmebol Libertadores contra o San José. #CRF pic.twitter.com/8ZBErwnN6G

— Flamengo (@Flamengo) 3 de março de 2019

O Flamengo abriu os cofres para a temporada 2019 e reforçou bastante o seu elenco. Além de manter os jogadores mais importantes como Diego e Everton Ribeiro, o Flamengo trouxe Arrascaeta, Gabigol, Rodrigo Caio e Bruno Henrique, além do experiente Abel Braga. O Flamengo sonha em fazer uma grande libertadores.

O Peñarol do Uruguai é pentacampeão da Libertadores, mas a tradição há algum tempo tem sido seu único trunfo. Seu ultimo titulo da Libertadores foi em 1987 e desde o vice da Libertadores de 2011, quando perdeu para o Santos na decisão, o Peñarol nunca mais conseguiu a classificação na fase de grupos, sendo eliminado nessa fase em 2012, 2013, 2014, 2016, 2017 e 2018. Vai brigar com a LDU pela segunda vaga.

A LDU de Quito conquistou a copa libertadores da América em 2008, a Copa Sul Americana em 2009 e a Recopa em 2009 e 2010. É o único time equatoriano campeão da libertadores. O time não perde desde novembro/2018 e começou bem o campeonato local com 3 vitorias e 1 empate em 4 jogos. Vai brigar com o Peñarol pela segunda vaga no grupo.

O San José da Bolivia, tem a altitude como sua maior fortaleza. A cidade de Oruro fica a 3,700 metros acima do nível do mar. O clube boliviano está em sua sétima participação na copa libertadores e apenas uma vez, em 1996, avançou a seguinte fase.

Tragédia em Oruro: a história do San José de Oruro ficou marcada pela morte do torcedor Kevin Beltran Spada, de 14 anos, vitima de um sinalizador lançado pela torcida do Corinthians em jogo pela Copa Libertadores em 2013. Após o jogo, 12 torcedores corintianos foram detidos e liberados vários dias depois.

GRUPO E

Nacional-URU
Cerro Porteño-PAR
Zamora-VEM
Atletico Mineiro-BRA

Títulos da Libertadores:  Nacional (3) e Atlético MG (1) = Total 4

Se liga nos nossos adversários na fase de grupos da @LibertadoresBR!

Estamos no Grupo E, ao lado de @Nacional, do Uruguai, @CCP1912oficial, do Paraguai, e @ZamoraFutbolC, da Venezuela: https://t.co/XppNLSf0gL#Galo #ContinenteAtleticano 🏴🏳 pic.twitter.com/qYS6zctKWI

— Atlético (@Atletico) 28 de fevereiro de 2019

No grupo E podemos apostar na classificação do Atlético Mineiro acompanhado do Cerro Porteño ou do Nacional do Uruguai, com mais chances para o time paraguaio.

O Nacional do Uruguai acompanha o Peñarol no que diz respeito a ter tradição pelo passado, mas atualmente não assusta ninguém. Campeão da Libertadores pela ultima vez em 1988, o tricampeão da américa foi eliminado na fase de grupos na edição passada e chegou a uma semifinal a ultima vez em 2009, quando foi eliminado pelo Estudiantes da Argentina.

O Cerro Porteño conta com a experiência do treinador Fernando Jubero, que em 2015 fez grande campanha ao levar o Guarani, do Paraguai, às semifinais, eliminando o Corinthians nas oitavas vencendo os dois jogos. Atualmente é o terceiro colocado no campeonato paraguaio e conta com o experiente atacante Nelson Valdez.

Zamora está na sua quinta participação em Copas Libertadores e jamais avançou além da fase de grupos. Muito possivelmente será coadjuvante no grupo.

O Atletico Mineiro chegou a fase de grupos da Libertadores depois de eliminar o Danubio e o Defensor na pré-libertadores. O Galo da massa não deve ter problemas para encaminhar sua vaga nesse grupo, conta com elenco qualificado e experiente com Cazares, Ricardo Oliveira, Elias, Rever e Victor. Deve avançar a seguinte fase.

Clubes com mais participações: os times uruguaios são imbatíveis em participações na Libertadores. O Nacional e o Peñarol acumulam cada um 47 participações na competição. No Brasil, os clubes com mais participações são Grêmio, Palmeiras e São Paulo, com 19 cada um.

GRUPO F

Palmeiras-BRA
San Lorenzo-ARG
Junior Barranquilla-COL
Melgar-PER

Títulos da Libertadores:  Palmeiras (1) e San Lorenzo (1) = Total 2

O Grupo F tem o favorito Palmeiras e deve apresentar uma disputa acirrada pela segunda vaga, especialmente entre San Lorenzo e Junior de Barranquilla com vantagem ao time colombiano. O peruano Melgar corre por fora.

O Palmeiras mais uma vez investiu alto no elenco e vem forte para a disputa da Copa Libertadores da américa. Além do experiente treinador Luiz Felipe Scolari, o alvi verde paulista conta com um plantel avaliado em mais de $ 100 milhões de euros e não deve ter dificuldades para avançar a segunda fase.

O San Lorenzo já foi campeão da Libertadores, mas vive um dos piores momentos da sua história, atualmente é o ultimo colocado no campeonato argentino e não vence um jogo desde outubro do ano passado. O time argentino ve na copa libertadores a grande chance de retomar a confiança, mas pode não ter condições de avançar a seguinte fase.

O Junior de Barranquilla até a temporada anterior era considerado o melhor time da Colômbia e segue em boa fase. Atualmente é vice líder do campeonato colombiano e recentemente foi campeão da supercopa da Colômbia. É o mais indicado para avançar a seguinte fase juntamente com o Palmeiras.

O Melgar chegou a fase de grupos eliminando a Universidad do Chile e o Caracas da Venezuela. Pode aproveitar-se da má fase do San Lorenzo e incomodar no grupo.

Treinador campeão: o Palmeiras conquistou a Libertadores uma única vez, em 1999, e justamente sob o comando de Luiz Felipe Scolari, atual treinador da equipe. O alvi-verde paulista ainda foi vice campeão em três oportunidades, em 1961, 1968 e 2000.

felipao levantando taça libertadores palmeiras 1999

GRUPO G

Athletico Paraense-BRA
Boca Juniors-ARG
Tolima-COL
Jorge Wilsterman-BOL

Títulos da Libertadores:  Boca Juniors (6) = Total 6

O grupo G é um grupo bem interessante, que traz o atual vice campeão da libertadores e o campeão da copa sul americana. Tolima é um time que já surpreendeu, eliminando o Corinthians em uma pré-libertadores e o Jorge Wilsterman conta com a altitude a seu favor. Sem surpresas, o Boca Juniors e o Athletico Parananese seriam os favoritos a classificar.

O Athletico Paranaense segue sua filosofia de fazer um trabalho a longo prazo. Por isso, no time titular ainda há pelo menos 6 remanescentes da campanha da Libertadores 2017, onde o furacão foi até a fase das oitavas.  Do atual elenco, Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno, Lucho González, Bruno Guimarães e Nikão estavam naquele grupo. Com essa filosofia de trabalho, o time acredita que pode buscar a vaga no grupo e fazer história na libertadores.

Relacionados pra estreia na @LibertadoresBR! 🌪️
Detalhes aqui 👉 https://t.co/Uc6sqMsl3u pic.twitter.com/zXxWkNYhDF

— Athletico Paranaense (@AthleticoPR) 2 de março de 2019

O Boca Juniors perdeu a final do século, contra o River Plate em 2018. Da equipe vice-campeã da libertadores em 2018, perdeu o zagueiro Lisandro Magallán transferido ao Ajax e o meia Pablo Perez, emprestado ao Independiente. No comando da equipe, com a saída de Schelotto para o LA Galaxy, o Boca tem Gustavo Alfaro, quem vem de grande trabalho no Huracan. Impossível não colocar o clube xeneixe como favorito a uma vaga nas oitavas.

O Tolima da cidade de Ibague, região noroeste da Colombia, já fez história na competição quando eliminou o Corinthians na fase pré-libertadores. Na sua sétima participação na Copa Libertadores, a melhor campanha da história do clube foi em 1982 quando terminou na 5ª posição. Esse ano o Tolima perdeu a final da supercopa da Colombia para o Junior de Barranquilla e tem apresentações irregulares alternando derrotas e vitórias. Vai brigar com o Athletico Paranaense pela segunda vaga no grupo.

Fechando o grupo, temos o Jorge Wilsterman que conta com a altitude a seu favor. O clube Foi a primeira equipe boliviana a participar da Copa Libertadores e também a primeira a passar para sua segunda fase, o que aconteceu em 1981. Também foi o primeiro clube boliviano a eliminar um brasileiro na fase de mata, ao eliminar o Atletico MG na Libertadores de 2017, nas oitavas de final. Entretanto, não há grandes expcativas com relação ao clube boliviano para essa temporada e deve ser coadjuvante no grupo.

Piloto comercial: curiosamente, o nome “Jorge Wilstermann” não tem nenhuma relação com o futebol ou a algum poítico boloviano. Trata-se de uma homenagem ao primeiro piloto comercial boliviano, Jorge Wilstermann. O clube anteriormente se chamava San José de la Bamba em referencia a sua cidade, Cochabamba, na Bolívia. Adicionalmente, o primeiro jogo narrado por Galvão Bueno pela rede globo foi um Flamengo x Jorge Wilstermann em 1981.

GRUPO H

Grêmio-BRA
Rosario Central–ARG
Universidad Catolica-CHI
Libertad-PAR

Títulos da Libertadores:  Grêmio (3) = Total 3

gremio campeao libertadores taca torcida

No Grupo H, o Grêmio deve encaminhar sua vaga e ver uma disputa muito equilibrada entre Rosario Central, Universidad Católica e Libertad pela segunda vaga.

O Grêmio começou forte a temporada e no campeonato gaúcho tem atropelado todos os seus adversários. O tricolor gaúcho manteve a base de 2018, perdendo apenas Ramiro para o Corinthians e o goleiro Marcelo Ghroe para o exterior, mas recuperou o atacante Marinho que vem se destacando na equipe e ainda trouxe reforços como os centroavantes Felipe Vizeu e Diego Tardeli, além do meia Montoya, ex-Rosário Central. Não há como não apostar na classificação do Grêmio para a seguinte fase.

Já o Rosário Central, entrou na Copa Libertadores como campeão da copa argentina, competição que conquistou passando 4 das 6 fases nos pênaltis e nenhuma diante de alguma equipe grande ou tradicional do futebol argentino. E desde então não venceu mais um jogo sequer, o que fez com que o treinador fosse substituído e Paulo Ferrari assumiu o comando da equipe a poucos dias e logo na estreia viu o Rosario ser eliminado da copa argentina contra um time da terceira divisão. Terá muito trabalho para fazer o time ser competitivo e avançar a fase de oitavos no complicado grupo H.

A Universidad Católica do Chile foi finalista da competição em 1993 e semifinalista em outras quartro oportunidades, em 1962, 1966, 1969 e 1984. Chega a essa copa como campeão chileno de 2018. É um time que pode complicar no Grupo H e certamente é candidato a segunda vaga nas oitavas.

O Libertad do Paraguai chegou a fase de grupos depois de eliminar o The Strongest da Bolivia e o favorito Atlético Nacional de Medellin, da Colombia. A melhor participação histórica do Libertad na competição foi um terceiro lugar, em 2006. Sob o comando do colombiano Leonel Alvarez, o Libertad iniciou mal o campeonato local e é apenas 10º colocado no momento. Tem no atacante Oscar Cardozo sua maior esperança de gols na Libertadores e deve brigar de igual pra igual com Rosario Central e Universidad Católica pela segunda vaga do grupo.

Meio Argentino: A Universidad Católica do Chile pode ser considerado “meio argentino”. Conta com um treinador argentino, Gustavo Quintero e mais 5 jogadores argentinos no elenco, o goleiro Dituro Matias, o zagueiro Lanaro German, os meias Aued Luciano e Buenanotte Diego e o atacante Jorge Saenz.

Melhor campanha na fase de grupos da Libertadores 2019

Abaixo a classificação geral da Libertadores 2019 finalizada a fase de grupos. Os primeiros colocados ficam obrigatoriamente nas primeiras 8 posições (mesmo com pontuação menor) e os segundos colocados ficam da 9a até a 16a posição.

O Palmeiras terminou a fase de grupos com a melhor campanha entre os 32 clubes participantes. Os também brasileiros Cruzeiro e Internacional ficaram com a 2a e 3a posição, respectivamente.

1. Palmeiras (Grupo F): 15 pontos e 12 de saldo de gols (POTE 1)
2. Cruzeiro (Grupo B): 15 pontos e 10 de saldo de gols (POTE 1)
3. Internacional (Grupo A): 14 pontos e 5 de saldo de gols (POTE 1)
4. Cerro Porteño (Grupo E): 13 pontos e 5 de saldo de gols (POTE 1)
5. Libertad (Grupo H): 12 pontos e 4 de saldo de gols (POTE 1)
6. Boca Juniors (Grupo G): 11 pontos e 5 de saldo de gols (POTE 1)
7. Flamengo (Grupo D): 10 pontos e 6 de saldo de gols (POTE 1)
8. Olimpia (Grupo C):9 pontos e 3 de saldo de gols (POTE 1)
9. Nacional (Grupo E): 13 pontos e 3 de saldo de gols (POTE 2)
10. River Plate (Grupo A): 10 pontos e 5 de saldo de gols (POTE 2)
11. LDU (Grupo D): 10 pontos e 4 de saldo de gols (POTE 2)
12. Grêmio (Grupo H): 10 pontos e 4 de saldo de gols (POTE 2)
13. San Lorenzo (Grupo F): 10 pontos e 2 de saldo de gols (POTE 2)
14. Athletico-PR (Grupo G): 9 pontos e 5 de saldo de gols (POTE 2)
15. Godoy Cruz (Grupo C): 9 pontos e 2 de saldo de gols (POTE 2)
16. Emelec (Grupo B): 9 pontos e 1 de saldo de gols (POTE 2)
17. Universidad de Concepción: 6 pontos e -1 de saldo de gols
18. Emelec: 6 pontos e 0 de saldo de gols
19. Godoy Cruz: 6 pontos e 1 de saldo de gols
20. Deportivo Lara: 5 pontos e -3 de saldo de gols
21. San José-BOL: 4 pontos e -8 de saldo de gols
22. Sporting Cristal: 4 pontos e -4 de saldo de gols
23. Melgar: 4 pontos e -8 de saldo de gols
24. Tolima: 4 pontos e -8 de saldo de gols
25. Palestino: 4 pontos e -1 de saldo de gols
26. Atlético-MG: 3 pontos e -5 de saldo de gols
27. Zamora: 3 pontos e -3 de saldo de gols
28. Junior Barranquilla: 3 pontos e -6 de saldo de gols
29. Jorge Wilstermann: 3 pontos e -6 de saldo de gols
30. Rosario Central: 2 pontos e -5 de saldo de gols
31. Alianza Lima: 1 ponto e -9 de saldo de gols
32. Huracán: 1 ponto e -7 de saldo de gols

Fatos e curiosidades da Fase de Grupos da Libertadores 2019

Como em qualquer edição da Libertadores da América, a primeira fase traz fatos e curiosidades que devem ser consideradas.

Ausência de colombianos: chama a atenção a ausência de clubes colombianos na fase das oitavas. Só a Colômbia teve um campeão da Libertadores fora de Brasil e Argentina nas últimas 10 edições.

Final chilena sem chilenos: a sede da final da Libertadores já está definida e será o Estádio Nacional, em Santiago no Chile. Já se sabe, no entanto, que não há mais possibilidades de ter um time chileno na decisão, visto que nenhum clube do país chegou na fase de oitavas.

Domínio paraguaio: o Paraguai tomou conta da fase de grupos da Libertadores e classificou seus três representantes em primeiro lugar nas suas chaves: Olimpia, Cerro Porteño e Libertad.

Melhor defesa: o Palmeiras sofreu apenas 1 gol durante toda a primeira fase e ficou com a melhor defesa da competição. Vale lembrar que o Palmeiras também teve a melhor defesa do campeonato paulista, o que reforça o ponto forte da equipe.

Participação dos brasileiros: O Brasil iniciou a Libertadores de 2019 com um total de 8 equipes participantes. O São Paulo foi o primeiro a deixar a competição, sendo eliminado pelo Talleres de Córdoba na pré-libertadores. O Atlético MG também ficou pelo caminho, sendo eliminado no Grupo E e 6 equipes permanecem na competição. São eles o Palmeiras, Cruzeiro, Internacional e Flamengo, que ficaram em primeiro nas suas chaves e Grêmio e Athletico Paranaense que ficaram em segundo em seus respectivos grupos.

Melhores campanhas de Brasileiros: os brasileiros são donos das 3 melhores campanhas da primeira fase, sendo eles pela ordem, Palmeiras, Cruzeiro e Internacional. Essas equipes terão a vantagem de decidir em casa os seus jogos contra os demais adversários e o Palmeiras decide em casa em todas as fases da competição (exceto a final).

Invictos: apenas Internacional e River Plate ainda estão invictos na Copa Libertadores. Os times estavam na mesma chave, o Grupo A, onde o Inter obteve 4 vitórias e 2 empates, enquanto a equipe argentina conquistou 2 vitórias e 4 empates.

Média de 2,45 gols por jogo: a rede balançou 235 vezes nos seus 96 jogos da fase inicial da Libertadores, resultando em uma média de 2,45 gols por jogo. Apenas 1 dos 235 gols foi marcado pelo Junior de Barranquilla, pior ataque da competição que marcou uma unica vez, na vitória de 1 x 0 sobre o San Lorenzo da Argentina.

Oitavas de Final da Libertadores 2019

A partir de agora é proibido tropeçar. Estão definidos os confrontos das oitavas de final da Copa Libertadores da América 2019 e 16 clubes sonham com levantar o troféu mais importante do continente.

A fase de grupos da Copa Libertadores, como não poderia ser diferente, trouxe confirmações, surpresas e decepções. Confirmou a força de equipes como o Palmeiras, o Cruzeiro e o Internacional. Surpreendeu com times como o Libertad, o Cerro Porteño, San Lorenzo e porque não, com a bela campanha do Athletico Paranaense. E decepcionou com a eliminação do Atlético Mineiro ou até mesmo na sofrida classificação do Grêmio.

Mas a partir de agora, as equipes não podem mais errar. A partir deste momento, qualquer tropeço pode ser determinante para uma eliminação da Copa Libertadores. E o que se espera, é muita emoção nas oitavas de final da competição mais importante da América. 

Na sequencia analisamos os confrontos e a trajetória de cada uma das equipes que chegaram até aqui.

Como funciona o sorteio para as oitavas de final da Copa Libertadores

A Copa Libertadores da América tem dois momentos diferentes de sorteios. O primeiro deles define os confrontos das Fases 1, 2 e 3 e a composição das chaves na fase inicial da competição.

O segundo sorteio aconteceu no dia 13 de Maio, na sede da Conmebol em Luque, onde foram definidos os confrontos das oitavas de final da Libertadores 2019 e também os cruzamentos das fases seguintes, definindo a tabela, até a grande final, que acontecerá em Santiago no Chile.

https://twitter.com/LibertadoresBR/status/1128108606526754817

Ficaram no pote 1 as 8 equipes que terminaram na primeira colocação dos seus grupos e no pote 2 as equipes que ficaram na segunda posição. E o sorteio para as oitavas determinou o enfrentamento de equipes do Pote 1 contra equipes do Pote 2, sem qualquer tipo de restrição de cruzamentos (clubes do mesmo país ou da mesma chave na fase anterior, por exemplo). 

Pote 1

Equipes: Palmeiras, Cruzeiro, Internacional, Cerro Porteño, Libertad, Boca Juniors, Flamengo e Olímpia.

História, tradição e camisas pesadas. O pote 1 do sorteio da fase de oitavas da Libertadores tem 6 equipes que já venceram o torneio e elas acumulam um total de 15 conquistas. Entre as equipes do pote 1, apenas os paraguaios Libertad e Cerro Porteño não tem título da Libertadores.

Por outro lado, as equipes do pote 1 marcaram 86 gols na fase inicial, o que dá uma média de 10,75 gols por clube e sofreram 38 gols, media de 4,75 gols por equipe.

Pote 2

Equipes: Nacional, River Plate, LDU, Grêmio, San Lorenzo, Athletico Paranaense, Godoy Cruz e Emelec.

Se o Pote 1 traz 6 campeões da América, o Pote 2 não fica tão distante: são 5 campeões da Libertadores, que somam juntos 12 conquistas (contra 15 do pote 1). Isso por si já mostra que história, tradição e camisas pesadas estão presentes nos dois potes do sorteio do dia 13/05. Destaque para o atual campeão, o River Plate e para o Grêmio campeão de 2017, com certeza, os adversários mais “indigestos” que os clubes do pote 1 poderão encontrar.

As equipes do pote 2 marcaram um total de 61 gols, o que dá uma média de 7,63 por equipe e sofreram 35 gols (menos que as equipes do pote 1) com uma média de 4,38 por clube.

Cruzamentos nas Oitavas de Final da Libertadores 2019

Palmeiras (BRA) x Godoy Cruz (ARG)

Palmeiras x Godoy Cruz - Oitavas da Libertadores 2019

Classificação na fase de Grupos: Palmeiras (1º) e Godoy Cruz (15º)
Local e Datas:
23/07 – 21:30 – Estádio Malvinas Argentinas
30/07 – 21:30 – Allianz Parque
Histórico dos confrontos: confronto inédito
Próximo confronto: o vencedor deste confronto enfrenta o classificado entre Libertad x Grêmio

Palmeiras

O Palmeiras entrou na Copa Libertadores com a vaga obtida pelo título do campeonato brasileiro de 2018. Conquistou 5 vitórias e teve apenas 1 derrota, contra o San Lorenzo, na Argentina, onde sofreu o único gol até então na competição. Tem a melhor defesa do campeonato e também o melhor ataque, com 13 gols. Finalizou a primeira fase com a primeira colocação geral e terá a vantagem de decidir em casa todos os confrontos de mata-mata, até chegar a decisão.

Destaques: Weverton, Gabriel Gómez, Felipe Melo e Gustavo Scarpa.

Godoy Cruz

O modesto Godoy Cruz da Argentina pode ser considerado o menos tradicional entre os gigantes classificados para as oitavas da Libertadores. O clube argentino obteve vaga direta a fase de grupos pelo vice-campeonato argentino da temporada 2017/18. Jamais conquistou o campeonato nacional (nem mesmo a segunda divisão) e sua melhor trajetória na Libertadores foi justamente uma classificação as oitavas da competição, em 2017. Nesta fase, ficou em segundo lugar no Grupo C com 2 vitórias, 3 empates e 1 derrota.

Destaques: Roberto Ramirez, Diego Viera, Juan Andrada, Juan Martin Lucero

Libertad (PAR) x Grêmio (BRA)

Libertad x Grêmio - Oitavas da Libertadores 2019

Classificação na fase de Grupos: Libertad (5º) e Grêmio (12º)
Local e Datas:
25/07 – 21:30 – Arena do Grêmio
01/08 – 21:30 – Estádio Dr. Nicolás Leoz
Histórico dos confrontos: 2 jogos, 1 vitória do Libertad e 1 do Grêmio.
Próximo confronto: o vencedor deste confronto enfrenta o classificado entre Palmeiras x Godoy Cruz.

Libertad

O Libertad é uma das grandes surpresas da competição. O clube paraguaio, classificou-se para a disputa da Fase 2 (Pré-Libertadores) ao ficar com a segunda melhor pontuação na soma dos torneios Apertura e Clausura, no Paraguai. Nas fases iniciais, o Libertad eliminou o The Strongest da Bolívia e o tradicional Atletico Nacional, da Colômbia, bicampeão da América. No Grupo H, voltou a surpreender ao ficar com a primeira colocação no grupo do Grêmio, com direito a vitória dentro da Arena do tricolor gaúcho. Fechou esta fase com 4 vitórias, 2 derrotas, 11 gols marcados e 7 sofridos.

Destaques: Paulo da Silva, Jorge Recalde, Oscar Cardozo e Adrián Martinez

Grêmio

O Grêmio entrou na Taça Libertadores como 4º colocado no Brasileirão 2018. Na condição de um dos favoritos a conquista do título, o tricolor gaúcho somou apenas 1 ponto nos primeiros três jogos e deu um susto na torcida. Nas 3 partidas restantes, no entanto, o time de Renato Portaluppi obteve 3 vitórias e garantiu sua vaga como segundo colocado no Grupo H.

Destaques: Leonardo Gomes, Matheus Henrique, Jean Pierre e Everton.

Flamengo (BRA) x Emelec (EQU)

Flamengo x Emelec - Oitavas da Libertadores 2019

Classificação na fase de Grupos: Flamengo (7º) e Emelec (16º)
Local e Datas: 
24/07 – 21:30 – Estádio George Capwell
31/07 – 21:30 – Maracanã
Histórico dos confrontos: 6 jogos, 5 vitórias do Flamengo e 1 do Emelec
Próximo confronto: o vencedor deste confronto enfrenta o classificado entre Internacional x Nacional 

Flamengo

O clube carioca sofreu, mas garantiu sua classificação, em primeiro lugar no grupo D, talvez o mais equilibrado da competição. O Flamengo chegou diretamente nesta fase da Libertadores 2019 como vice-campeão brasileiro de 2018 e obteve 3 vitórias, 1 empate e 2 derrotas, somando 10 pontos, mesma pontuação de LDU e Peñarol. Por ter melhor saldo de gols que seus adversários o Flamengo não apenas classificou-se, como garantiu a primeira colocação e seu lugar no pote 1.

Destaques: Cuellar, Everton Ribeiro e Bruno Henrique

Emelec

O Emelec  chegou a Libertadores, como vice-campeão equatoriano de 2018. Fez a pior campanha entre todos os 16 classificados, marcou apenas 6 gols e sofreu 5, conquistando 2 vitórias, 3 empates e 1 derrota.

Destaques: Leandro Vega, Nicolas Queiroz, Fernando Guerrero e
Brayan Angulo

Internacional (BRA) x Nacional (URU) 

Internacional x Nacional - Oitavas da Libertadores 2019

Classificação na fase de Grupos: Flamengo (7º) e Emelec (16º)
Local e Datas: 
24/07 – 19:15 – Estádio Gran Parque Central 
31/07 – 19:15 – Estádio Beira Rio 
Histórico dos confrontos: 8 jogos, 3 vitórias do Internacional, 3 empates e 2 vitórias do Nacional.
Próximo confronto: o vencedor deste confronto enfrenta o classificado entre Flamengo x Emelec.

Internacional

O Internacional de Porto Alegre, obteve sua vaga para a Libertadores de 2019 ao terminar como 3º colocado do Campeonato Brasileiro em 2018. É uma das únicas duas equipes ainda invictas na competição e classificou-se sem maiores dificuldades no Grupo A, mesmo com a presença do atual campeão da América, o River Plate.

Destaques: Moledo, Edenílson, Nico Lopez e Rafael Sobis.

Nacional

O tricampeão da América, Nacional do Uruguai, chegou a Libertadores como vice-campeão uruguaio de 2018. Teve a melhor campanha entre os segundos colocados, conquistando 4 vitórias, 1 empate e 1 derrota. Seu ataque, porém, marcou apenas 5 gols e é o pior entre os 16 classificados das oitavas. Seu ponto forte é a defesa, que sofreu apenas 2 gols na competição.

Destaques: Matias Vina, Felipe Carballo, Octavio Rivero e Gonzalo Bergessio

Cruzeiro (BRA) x River Plate (ARG)

Cruzeiro x River Plate -- Oitavas da Libertadores 2019

Classificação na fase de Grupos: Cruzeiro (2º) e River Plate (10º)
Local e Datas:
23/07 – 19:15 – Estádio Monumental de Nuñez
30/07 – 19:15 – Estádio Mineirão
Histórico dos confrontos: 15 jogos, 11 vitórias do Cruzeiro e 4 triunfos do River Plate
Próximo confronto: o vencedor deste confronto enfrenta o classificado entre Cerro Porteño x San Lorenzo

Cruzeiro

O clube Mineiro comandado por Mano Menezes, classificou-se para a Libertadores como campeão da Copa do Brasil de 2018. Fez a segunda melhor campanha da primeira fase conquistando 5 vitórias e apenas 1 derrota. Perdeu a primeira colocação para o Palmeiras no saldo de gols.

Destaques: Dedé, Rodriguinho, Thiago Neves e Fred

River Plate

Atual campeão da América, o River Plate já tinha vaga assegurada na competição, justamente por ter sido o campeão da edição anterior. Juntamente com o Internacional, é um dos dois clubes invictos na competição até o momento. Fechou a primeira fase com 2 vitórias e 4 empates, ficando em segundo lugar no Grupo A.

Destaques: Javier Pinola, Ignacio Fernandez, Enzo Perez, Lucas Pratto

Cerro Porteño (PAR) x San Lorenzo (ARG)

Cerro Porteño x San Lorenzo - Oitavas da Libertadores 2019

Classificação na fase de Grupos: Cerro Porteño (4º) e San Lorenzo (13º)
Local e Datas:
24/07 – 19:15 – Estádio General Pablo Rojas (La nueva Olla Azulgrana) 
31/07 – 19:15 – Estádio Pedro Bidegain
Histórico dos confrontos: 4 jogos, 2 vitórias do San Lorenzo, 1 empate e 1 vitória do Cerro Porteño
Próximo confronto: o vencedor deste confronto enfrenta o classificado entre Cruzeiro x River Plate

Cerro Porteño

O clube paraguaio comandado pelo espanhol Fernando Jubero chegou a essa edição da Copa Libertadores com vaga obtida pela melhor pontuação na soma dos torneios Apertura e Clausura no Paraguai. Na fase inicial, foi o grande algoz do Atlético Mineiro, ao vencer o galo duas vezes, por 1 x 0 em Belo Horizonte e uma goleada de 4 x 1 em Assunção, no Paraguai, ficando então com a primeira posição do grupo com 4 vitórias, 1 empate e 1 derrota.

Destaques: Arzamendia, Federico Carrizo, Joaquin Larrivey e Nelson Valdez

San Lorenzo

O campeão da América de 2014 chegou a esta edição da Libertadores como 3º colocado do campeonato argentino 2017/18. Com péssima campanha na edição 2018/19 do campeonato local, o San Lorenzo surpreendeu com a classificação na segunda colocação do grupo, onde somou 10 pontos em 3 vitórias, 1 empate e 2 derrotas.

Destaques: Fernando Monetti, Fabricio Coloccini, Roman Martinez e Nicolas Reniero

Olímpia (PAR) x LDU (EQU)

Olimpia x LDU - Oitavas da Libertadores 2019

Classificação na fase de Grupos: Olímpia (8º) e LDU (11º)
Local e Datas:
23/07 – 21:30 – Estádio Rodrigo Paz Delgado (Quito – Equador)
30/07 – 22:30 – Estádio Manuel Ferreira (Assunção – Paraguai)
Histórico dos confrontos: 2 jogos, 1 vitória do Olímpia e 1 empate
Próximo confronto: o vencedor deste confronto enfrenta o classificado entre Boca Juniors x Athlético Paranaense

Olímpia

O tricampeão da América, Olímpia, entrou diretamente no chaveamento da Libertadores como campeão dos torneios Apertura e Clausura no Paraguai, em 2018. E mesmo vencendo apenas 2 jogos o time conseguiu a classificação em primeiro lugar do grupo C, com outros 3 empates e 1 derrota. Entre os 8 classificados em primeiro, tem a pior campanha, sendo também inferior a 6 segundos colocados e até do Peñarol que foi eliminado.

Destaques: Jose Leguizamon, Alejandro Silva, Nestor Camacho e Roque Santa Cruz

LDU

A LDU é o único clube equatoriano campeão da Libertadores, feito conquistado em 2008 diante do Fluminense, no Maracanã. e chegou a esta edição pelo título equatoriano de 2018. Obteve sua classificação a fase de oitavas no complicado grupo D, onde somou os mesmos 10 pontos de Flamengo e Peñarol, ficando com o segundo melhor saldo e com a vaga. Foram 3 vitórias, 1 empate e 2 derrotas nesta fase da competição.

Destaques: Carlos Rodriguez, Orejuela, Julio Santos, Juan Anangonó

Boca Juniors (ARG) x Athlético Paranaense (BRA)

Boca Juniors x CAP - Oitavas da Libertadores 2019

Classificação na fase de Grupos: Boca Juniors (6º) e Athlético Paranaense (14º)
Local e Datas:
24/07 – 21:30 – Arena da Baixada  
31/07 – 21:30 – La Bombonera
Histórico dos confrontos: 2 jogos, 1 vitória do Boca Juniors e 1 vitória do Athletico Paranaense
Próximo confronto: o vencedor deste confronto enfrenta o classificado entre Olímpia x LDU

Boca Juniors 

Considerado por muitos como o maior clube da América, o Boca Juniors dispensa apresentações. O clube argentino classificou-se para esta edição 2019 pelo título do Campeonato Argentino 2017/18 mas encontrou dificuldades para garantir sua classificação em primeiro lugar no grupo. Chegou a ser goleado por 3 x 0 pelo Athletico Paranaense, na Arena da Baixada em Cutitiba, mas ficou com a liderança da chave com 3 vitórias, 2 empates e 1 derrota.

Destaques: Carlos Izquierdoz, Julio Buffarini, Mauro Zárate e Benedetto

Athletico PR 

O Furacão paranaense teve sua vaga direta no Grupo G da Libertadores através do título da Copa Sul Americana, obtido em 2018. Em um grupo complicado com o gigante Boca Juniors e o histórico carrasco corintiano Tolima, da Colômbia, o clube paranaense garantiu sua vaga nas oitavas e só não passou em primeiro lugar da chave após polêmica derrota para o Boca Juniors, na Bombonera, com erro de arbitragem. O time conquistou 3 vitórias e teve 3 derrotas nesta fase da competição.

Destaques: Renan Lodi, Bruno Guimarães, Nikão e Marco Ruben

Quartas de Final da Copa Libertadores 2019

A Copa Libertadores de 2019 segue avançando e das 47 equipes que iniciaram a competição, restam apenas 8. Já estamos na fase de quartas de final, que tem início no dia 20/8 e termina no dia 29/8.

Mas já há uma certeza: teremos um brasileiro na final da Libertadores 2019. Isso porque, de um dos lados da chave restaram apenas 4 equipes brasileiras, e todas camisas de peso: PalmeirasGrêmioInternacional Flamengo. Os 4 clubes juntos, somam 7 títulos da Libertadores e todos já conquistaram a competição.https://twitter.com/LibertadoresBR/status/1157117646493626368

Do outro lado da chave, temos as 2 maiores potências do futebol argentino e latino americano. Boca Juniors e River Plate duelam contra a equatoriana LDU e o paraguaio Cerro Porteño, respectivamente. Deste lado, apenas o Cerro Porteño ainda não conquistou a competição. O Boca é o segundo maior campeão, com 6 títulos, que somados aos 4 do River Plate e o título da LDU, temos 11 conquistas.

Como os times chegaram às quartas da Libertadores

Na fase anterior, Grêmio, Palmeiras e Internacional não tiveram dificuldades para avançar. Grêmio e Palmeiras frente a adversários menos tradicionais, e o Internacional contra o Nacional do Uruguai, que apesar da história, há muito tempo não forma grandes equipes para a disputa da competição.

tricolor gaúcho venceu o Libertad duas vezes, sendo a primeira em Porto Alegre, quando, apesar da expulsão de Geromel, conseguiu marcar 2 vezes e vencer por 2 x 0. No jogo da volta em Assunção, o time de Renato Gaúcho foi implacável e goleou o adversário pelo placar de 3 x 0.

https://www.youtube.com/watch?v=AfbdFGylZEY

Palmeiras até tomou um susto no jogo de ida frente o Godoy Cruz, na Argentina. Saiu perdendo por 2 x 0, mas buscou o empate e o jogo de ida terminou 2 x 2. Na partida de volta, até um empate em 0 x 0 garantiria a vaga ao Palmeiras, mas o alviverde paulista goleou e venceu o jogo por 4 x 0.

https://www.youtube.com/watch?v=sw1L0ToFw9k

Internacional foi implacável frente o Nacional do Uruguai. Venceu o jogo de ida por 1 x 0 em terra inimiga e no jogo de volta, no Beira Rio, venceu por 2 x 0 e carimbou sua vaga nas quartas de final.

https://www.youtube.com/watch?v=AMsiiQvazLQ

Internacional e River Plate são os únicos clubes ainda invictos na Libertadores 2019.

Já o Flamengo teve enormes dificuldades em passar pelo Emelec. Após a derrota no confronto de ida pelo placar de 2 x 0, o rubro-negro carioca precisou suar muito para devolver o placar no maracanã e decidir a vaga nos pênaltis. Com Diego Alves defendendo o chute de Arroyo e Queiroz acertando o travessão, o Flamengo avançou de fase.

https://www.youtube.com/watch?v=w8-D2EgModU

O copeiro Boca Juniors foi adiante na Libertadores ao vencer o Athlético Paranaense nos dois jogos: 1 x 0 em Curitiba e 2 x 0 em Buenos Aires. O atacante do furacão Marco Ruben chegou a desperdiçar um pênalti no jogo de ida, o que ajudou na eliminação athleticana.

LDU avançou após vencer o Olímpia em Quito pelo placar de 3 x 1 e conquistar um empate, por 1 x 1, no Paraguai. No segundo jogo, o Olímpia teve 23 oportunidades de gol, contra apenas 1 do adversário, mas os equatorianos suportaram a pressão e avançaram as quartas de final da Libertadores.

Rei dos empates (6 empates e 2 vitórias até o momento), o River Plate segue invicto na competição. O clube argentino empatou os dois confrontos com o Cruzeiro, ambos sem gols, e avançou derrotando o time mineiro nas penalidades máximas. O goleiro Armani defendeu as cobranças de Henrique e David e garantiu a vaga para “los hermanos”.

Já o paraguaio Cerro Porteño precisou virar o jogo decisivo frente o San Lorenzo para garantir sua vaga. No jogo de ida, empate em 0 x 0 na Argentina. No jogo da volta, o time do Papa Francisco abriu o marcador no primeiro tempo, mas o Cerro Porteño marcou 2 vezes, virou o jogo e ficou com a vaga.

Cruzamentos nas Quartas de Final da Libertadores 2019

Palmeiras (BRA) x Grêmio (BRA)

Palmeiras e Gremio se enfrentando nas quartas de final da Libertadores 2019

Local e Datas:
20/08 – Terça – 21:30 – Arena do Grêmio – Porto Alegre – Brasil
Arbitro Grêmio x Palmeiras: Patricio Loustau (Argentina)
27/08 – Terça – 21:30 – Pacaembu (Provável) – São Paulo – Brasil

Histórico dos confrontos: 4 jogos, 2 vitórias do Palmeiras, 1 vitória do Grêmio e 1 empate. Todos em 1995 (Grêmio campeão).

Muita rivalidade e história em campo. Palmeiras e Grêmio protagonizaram um dos confrontos mais emblemáticos da história da Libertadores, quando em 1995, as equipes se enfrentaram, também pelas quartas-de-final da Libertadores. No jogo de ida, no Olímpico, vitória esmagadora do Grêmio por 5 x 0. No jogo da volta e com um placar totalmente reverso, o Palmeiras ainda sairia perdendo por 1 x 0, mas virou o jogo com impressionantes 5 x 1, chegando muito perto de levar a decisão para a cobrança de penalidades.

Para este confronto é muito difícil estabelecer favoritismo. O Palmeiras que vinha embalado até a Copa América caiu de produção após o torneio continental, enquanto que o Grêmio que vinha com muitas dificuldades antes da parada, voltou com força e vem evoluindo.

História, tradição, camisa e talento. Confronto imprevisível entre brasileiros.

Internacional (BRA) x Flamengo (BRA)

Inter e Flamengo em duelo pelas quartas de final da Libertadores 2019

Local e Datas:
21/08 – Quarta – 21:30 – Maracanã – Rio de Janeiro – Brasil
28/08 – Quarta – 21:30 – Beira Rio – Porto Alegre – Brasil

Histórico dos confrontos: 2 jogos, 1 empate e 1 vitória do Flamengo. Ambos pela Libertadores de 1993, fase de grupos.

Internacional e Flamengo são dois gigantes do futebol brasileiro que estão em busca de um título importante ainda em 2019. O Internacional não conquista um título internacional desde 2010 enquanto que o Flamengo amarga uma espera de quase 4 décadas, desde os distantes títulos da Libertadores e Mundial em 1981.

O Internacional tem se mostrado muito forte quando joga no Beira Rio e conta com nomes de peso como D’Alesandro, Paolo Guerrero e Nico Lopez, todos em grande fase. O Flamengo perdeu Diego no jogo de ida frente o Emelec, o meia fez cirurgia e não deve ter condições para o confronto. Por outro lado, a vitória frente ao Emelec deu moral ao time de Jorge Jesus e o que se espera é um grande confronto.

Cerro Porteño (PAR) x River Plate (ARG)

Cerro Porteno e River Plate disputam vaga na semi da Libertadores 2019

Local e Datas:
22/08 – Quinta – 21:30 – Monumental de Nuñez – Buenos Aires – Argentina
29/08 – Quinta – 21:30 – La Olla Azulgraná – Assunção – Paraguai

Histórico dos confrontos: 4 jogos, 2 vitórias do River Plate, 1 vitória do Cerro e 1 empate.

O Cerro Porteño é o único entre os 8 classificados que jamais conquistou a Libertadores e sonha com seu primeiro título. Terá no entanto, um duro adversário pela frente, nada menos que o River Plate, tetracampeão da América e atual detentor do título.

O Cerro decidirá em casa, pois fez melhor campanha na primeira fase da competição. O River Plate, embora ainda invicto no campeonato, venceu apenas 2 jogos e empatou 6 ao longo da competição. Mas conta com toda a tradição e peso da sua camisa, além do comando de Marcelo Gallardo, experiente treinador.

Pelo peso e tradição da sua camisa, o River Plate é favorito para avançar as semifinais, mas precisará provar isso dentro de campo.

Boca Juniors (ARG) x LDU (EQU)

Boca e LDU pelas quartas da Libertadores 2019

Local e Datas:
21/08 – Quarta – 19:15 – Casa Blanca – Quito – Equador
28/08 – Quarta – 19:15 – La Bombonera – Buenos Aires – Argentina

Histórico dos confrontos: Confronto inédito pela Copa Libertadores da América.

O Boca Juniors é possivelmente o maior clube da América e franco favorito contra uma LDU que quer surpreender na competição.  Não há como negar o favoritismo Xeneize.

O time argentino perdeu apenas 1 jogo em toda competição (foi goleado pelo CAP) e conta com um ataque poderoso, com Dario Benedetto, Mauro Zarate e o experiente Carlitos Tevez, que mesmo na reserva, sempre que entra causa preocupação nos adversários. É experiente, copeiro e sabe como enfrentar confrontos mata-mata.

Já a LDU, espera repetir o feito da fase anterior, quando venceu o primeiro jogo, em casa, para depois suportar a presssão no campo adversário e ficar com a vaga.

Semifinais da Libertadores 2019 

Chegamos na fase semifinal da Copa Libertadores e dois grandes clássicos do futebol sul-americano irão decidir os finalistas. 

De um lado, Grêmio e Flamengo, dois gigantes do futebol brasileiro. E do outro, o superclássico argentino Boca e River. Os argentinos que fizeram a final em 2019 irão reencontrar-se agora em fase semifinal. O Grêmio chega a sua terceira semifinal consecutiva. Já o Flamengo chegou a uma fase semifinal pela última vez no distante ano de 1984, quando foi eliminado justamente pelo Grêmio. 

O que esperar destes jogos? Tudo. Realmente tudo! 

Cruzamentos nas Semifinais da Libertadores 2019

Boca Juniors (ARG) x River Plate (ARG) 

Boca-Juniors-x-River-Plate

Local e Datas:
01/10 – Terça – 21:30 – Monumental de Nuñez – Buenos Aires – Argentina
22/10 – Terça – 21:30 – La Bombonera – Buenos Aires – Argentina

Histórico dos confrontos:  Esse grande clássico do futebol argentino, sul-americano e mundial já ocorreu em todas as fases de mata-mata da competição. Nas oitavas em 2015 quando o River eliminou o Boca, nas quartas em 2000 e na semifinal em 2004, quando Boca Juniors eliminou o rival em ambas oportunidades e na grande e histórica final em 2018, quando o River Plate sagrou-se campeão. Total de 8 jogos, com 4 vitórias do River Plate, 2 vitorias do Boca Juniors e 2 empates.   

Boca e River são os dois maiores clubes da América e apenas 1 ano após a histórica e polêmica final que terminou por ser disputada em Madrid, na Espanha, os dois clubes voltam a se enfrentar pela Copa Libertadores da América. 

O Boca Juniors até a 7a rodada da Superliga Argentina é o líder, está invicto e não sofreu um gol sequer. O time é comandado desde janeiro de 2019 por Gustavo Alfaro e perdeu apenas 1 jogo até agora na Copa Libertadores. O time Xeneize passou sem maiores dificuldades por Athletico Paranaense e LDU pelas oitavas e quartas da Libertadores e vive um momento melhor que seu rival. Chega ao confronto na condição de favorito. 

O River Plate é apenas o 10 colocado no campeonato nacional e é o “rei do empate” na Copa Libertadores. O time empatou 7 dos 10 jogos que disputou até agora na Copa Libertadores. Mas venceu os outros 3, e portanto, é o único clube ainda invicto na competição. 

Flamengo (BRA) x Grêmio (BRA) 

Flamengo-x-Grêmio

Local e Datas:
02/10 – Quarta – 21:30 – Arena do Grêmio – Porto Alegre – Brasil 
23/10 – Quarta – 21:30 – Maracanã – Rio de Janeiro – Brasil 

Histórico dos confrontos:  Grêmio e Flamengo se enfrentaram pela Copa Libertadores em 1984, na fase semifinal, mas que era formada por um grupo de 3 equipes. Uma vitória para cada lado, ambas equipes empatadas em pontos, mas o Grêmio avançou pelo melhor saldo de gols, pois venceu no Olímpico pelo placar de 5 x 1. 

O confronto nem começou e já há troca de “farpas” entre diretorias de ambos os clubes. Grêmio e Flamengo tem se provocado mutuamente nas vésperas do confronto e isso só apimenta ainda mais esse grande clássico do futebol brasileiro. 

De um lado o Grêmio, que tem Renato a frente da equipe durante mais de 3 anos e sempre chegando forte nas decisões. Mas o Grêmio não tem sido “regular” ao longo do ano. Essa irregularidade custou a eliminação do tricolor gaúcho na Copa do Brasil diante do Athlético Paranaense. Por outro lado, nos últimos jogos, a equipe recuperou a confiança e no campeonato brasileiro vem subindo posições e algumas atuações de gala, como a goleada diante do Santos na Vila Belmiro por 3 x 0. O Grêmio, no entanto, possivelmente não contará com 3 nomes importantes, pelo menos no primeiro jogo frente o Flamengo: Jean Pierre, Geromel e Leonardo Gomes estão no departamento médico e devem desfalcar o Grêmio. Luan é o favorito para a vaga de Jean Pierre, e pode mostrar porque foi o melhor da América em 2017. 

Já o Flamengo vive um momento mágico desde que o treinador português Jorge Jesus assumiu o comando da equipe. Chega a ser considerado o melhor Flamengo depois da “Era Zico”. O Flamengo sob o comando de Jorge Jesus tem aproveitamento superior a 70%, vive grande fase coletiva e individualmente. Bruno Henrique e Gabigol tem sido os protagonistas de um Flamengo que se mostra muito forte e potencial favorito a avançar para a final.

Final da Copa Libertadores 2019

Flamengo x River Plate

Data: 23/11/2019
Horario: 17:30 (horário de Brasília)
Local: Estádio Monumental, em Lima, no Perú

Outros recursos

Tabela e informações sobre a Copa Libertadores 2019

Compartilhe: