Estrangeiros que jogaram e se destacaram na Argentina

Chilavert e Rubem Paz sao dois jogadores estrangeiros que se destacaram na Argentina.

Arsenio Erico (Paraguai / Independiente)

O artilheiro da história do futebol argentino com 295 gols, todos marcados pelo Independiente. Ele é considerado o melhor jogador de futebol paraguaio de todos os tempos. Ele jogou nos “rojos” em duas etapas: entre 1934 e 1942 e entre 1943 e 1946. Naqueles anos, ganhou cinco títulos nacionais e dois internacionais. No final de sua carreira, teve uma breve passagem pelo Huracán, onde jogou apenas sete jogos, sem marcar gols.  

Enzo Francescoli (Uruguai / River Plate)

Jogou no River Plate entre 1983 e 1986 e 1994 e 1997. Ganhou seis vezes o campeonato argentino e outros dois títulos internacionais: a Copa Libertadores de 1996 e a Copa Interamericana de 1997. Marcou 137 gols. Durante seus anos jogando pelo time “Millonario”, o atacante ganhou duas vezes o prêmio de melhor jogador do futebol sul-americano.

José Luis Chilavert (Paraguai / Vélez Sarsfield)

Talvez um dos goleiros mais importantes da história do futebol argentino e mundial. O paraguaio Chilavert foi ídolo no Velez Sarsfield, conquistando 4 títulos nacionais, além de 5 títulos internacionais. Considerado criador do “goleiro artilheiro“, Chilavert marcou 62 gols na carreira, sendo que 36 deles jogando pelo Vélez Sarsfield, fazendo dele o segundo goleiro com maior gols da história. Defendeu o San Lorenzo entre 1985 e 1988, onde não teve destaque.

Marcelo Salas (Chile / River Plate)

O atacante chileno teve duas passagens pelo River Plate, a primeira entre 1996 e 1998 e a segunda entre 2003 e 2005. Entre os diversos títulos conquistados pelo clube do Monumental de Nuñez, Salas conquistou a Supercopa de 1997 e conquistou 3 títulos nacionais, entre 1996 e 1997.

Ricardo Pavoni (Uruguai / Independiente)

Jogando como lateral esquerdo, Pavoni foi um dos maiores ídolos da história do Independiente, onde jogou entre 1965 e 1976. Nesse período, conquistou 12 títulos: uma Copa Intercontinental, cinco Copa Libertadores, tornando-se o segundo jogador com mais Libertadores conquistadas. Ganhou ainda três Copas Interamericanas e três títulos argentinos. Além disso, ele é o segundo jogador com mais jogos disputados pelos “rojos”.

Jorge Bermúdez (Colombia / Boca Juniors)

O zagueiro central foi peça fundamental em um dos melhores times da história do futebol argentino: o Boca Junrios do treinador Carlos Bianchi. Vestiu a camisa bosteira entre 1997 e 2001, conquistando três campeonatos argentinos, duas Copa Libertadores e uma Copa Intercontinental. Ainda jogou pelo Newell’s em 2003, mas sem grande destaque.

Rubén Paz (Uruguai / Racing)

Zagueiro talentoso e canhoto, chegou ao Racing em 1987 e foi o xerife da equipe que conquistaria dois títulos internacionais: a Supercopa Sul Americana e a Supercopa Interamericana em 1988. Jogou no Racing até 1989 e retornou entre 1990 e 1993, onde, mesmo sem conquistar títulos, teve atuação destacada. É um dos maiores ídolos de “La Academia”. Em 1995, ele teve uma breve passagem por Godoy Cruz, onde jogou apenas sete partidas.