Agradecimento e fé – Diário da Copa dia 5

Por | 2018-09-14T01:13:47+00:00 18/06/2018|

Agradece que vence e agradece quem perde. A bela imagem, da oração de Romelu Lukaku e Fidel Escobar após Belgica 3 x 0 Panamá, ensina ao mundo uma grande lição sobre agradecimento e fé.

Durante toda a Copa do Mundo registraremos os fatos relevantes do dia, e a expectativa para os próximos jogos, dando a nossa leitura sobre o andamento do maior evento de futebol do planeta.

JOGOS DO DIA

Grupo F – Rodada 1

Suécia 1 x 0 Coreia do Sul

Local: Estádio Nizhny Novgorod (Nizhny Novgorod)
Horário: 9h
Árbitro: Joel Aguilar (El Salvador)
Público: 42 300
Gol: Granqvist 20′ 2T

Classificação

Grupo G – Rodada 1

Belgica 3 x 0 Panamá

Local: Estádio Fisht (Sochi)
Horário: 12h
Árbitro: Janny Sikazwe (Zambia)
Público: 43 257
Gols: Mertens 2′ 2T, Lukaku 24′ e 30′ 2T


Tunísia 1 x 2 Inglaterra

Local: Arena Volgogrado (Volgogrado)
Horário: 15h
Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia)
Público: 41 064
Gols: Kane 11′ 1T, Sassi 35′ 1T e Kane 46′ 2T

Classificação

DESTAQUES

Mais um penalti com árbitro de vídeo

O VAR foi mais uma vez decisivo e ajustou um potencial erro da arbitragem, que deixou seguir o lance e não assinalou pênalti para os suecos. Mas o VAR entrou em ação, o pênalti foi assinalado e Andreas Granqvist marcou o gol da apertada vitória sueca diante da Coréia do Sul.

Lukaku letal

A Bélgica confirmou seu favoritismo ao vencer a estreante em copas do mundo, a seleção do Panamá, com grande atuação de Hazard e dois gols de Lukaku, que já tem 39 gols com a camisa da seleção belga.

A estreia do Panamá

A emoção de um país inteiro em ver sua seleção pela primeira vez disputando uma copa do mundo. Para os panamenhos, o resultado final pouco importou. A satisfação de ver a seleção disputando seu primeiro mundial superou qualquer frustração pela goleada sofrida. E que viva o futebol.

Harry Kane decisivo

Quando Harry Kane abriu o marcador aos 11 minutos do primeiro tempo, pensou-se que estava encaminhada uma tranquila vitória. Mas um pênalti infantil de Walker permitiu o empate da Tunísia, ainda no primeiro tempo e o jogo tornou-se dramático. Mas Harry Kane nasceu para ser decisivo. E assim foi mais uma vez. Já nos acréscimos, aos 46 minutos do segundo tempo, bola desviada na área, e cabeçada do artilheiro no segundo pau. Gol da Inglaterra, três pontos na conta e consagração de Harry Kane.

JOGOS DIA 6 – 19/06

Grupo H – Rodada 1

Colômbia x Japão – Arena Mordovia (Saransk) – 9h

A Colômbia de José Pekerman, chega para a copa do mundo com a motivação de ter feito em 2014 a sua melhor participação na história em mundiais. Manteve a base vitoriosa da copa anterior e está mais experiente. Tem em James Rodriguez, jogador do Bayern, Juan Cuadrado, da Juventus e Falcão Garcia, do Mônaco, a esperança de fazer uma bela copa do mundo e pelo menos repetir o belo desempenho do mundial anterior. A seleção da Colômbia fez três amistosos em 2018 e venceu a França por 3 x 2 em uma virada extraordinária, depois de estar perdendo 2 x 0, e empatou com Austrália e Egito, ambas partidas em  0 x 0.

O Japão chega à Rússia para participar da sua sexta copa do mundo consecutiva, após se classificar sem maiores problemas, com uma rodada de antecipação na fase eliminatória. É um time que tem a bola parada como uma das suas forças e costuma fazer uma marcação muito intensa no time adversário, com pressão na saída de bola, encurtando sempre os espaços. Entretanto, o desempenho em 2018 é baixo. O Japão realizou 5 amistosos e venceu apenas um, exatamente o último, contra o Paraguai pelo placar de 4 x 2. Perdeu para a Suíça, Ghana, Ucrânia e empatou com a modesta seleção de Mali.

Polônia x Senegal – Arena Otkrytiye (Moscou) – 12h

A seleção polonesa chega ao mundial como cabeça de chave do seu grupo e com grandes ambições para essa copa do mundo. A Polônia, que tem na figura de Robert Lewandowski sua maior estrela, é oitava colocada no ranking da FIFA, a frente da Espanha e da Inglaterra. Os poloneses acreditam que podem ir longe no mundial e fazer história. Trata-se de uma seleção que usa muito os flancos do campo para atacar, mas que para defender rapidamente aproxima e compacta seus jogadores, para dificultar a penetração adversaria. Os resultados dos amistosos preparatórios, entretanto, não são tão animadores. A Polônia venceu a Lituânia e a Coreia do Sul, empatou com o Chile e perdeu para a Nigéria.

O Senegal, comandado desde 2015 pelo ex-jogador, Aliou Cissé, classificou-se para o mundial depois de ficar ausente nas ultimas 3 edições . Cissé buscou ao longo desse tempo formar um time experiente e capaz de voltar a surpreender, como o próprio Senegal fez em 2002, quando derrotou a poderosa seleção da França e acabou classificando-se para as oitavas, deixando dois campeões mundiais de fora, sendo a própria seleção francesa e o Uruguai. A equipe de Cissé tem em Sadio Mané, atacante do Liverpool, sua principal estrela e a esperança de levar dor de cabeça aos zagueiros poloneses, no jogo de estreia na copa mundo. Senegal realizou 5 amistosos este ano e venceu apenas um, contra a Coreia do Sul, empatou 3 vezes, contra Luxemburgo, Bósnia e Uzbequistão e perdeu para a Croácia.

Rússia x Egito – Estádio São Petersburgo (São Petersburgo) – 15h

A Rússia encantou os seus torcedores na estreia da copa do mundo, ao golear a seleção da Arábia Saudita pelo placar de 5 x 0. Agora tem um desafio bem mais complicado pela frente, a boa seleção do Egito, que por ter perdido na estreia para o Uruguai, precisa desesperadamente de um resultado positivo para seguir sonhando com a classificação. A Rússia não contará com o meia Dzagoev, que lesionou-se no inicio da partida frente os sauditas e sequer viajou com a equipe para São Petesburgo, local da partida. Por outro lado, o comandante da seleção russa Stanislav Cherchesov é só otimismo: “Conhecemos as fraquezas do Egito e vamos nos aproveitar delas”, declarou.

Do lado do Egito, a expectativa é que Mohamed Salah, o astro do Liverpool, esteja em campo. E a razão é simples: sem vitória no confronto contra a Rússia, o Egito pode, com a combinação de resultados, dar adeus ao mundial, pois a tendência é o Uruguai vencer a Arábia Saudita. Assim, não faria sentido preservar Salah que deve estar em campo, mesmo sem as melhores condições. Outra dúvida no time egípcio é o zagueiro Fathy, que com dores, tem sido poupado nos treinamentos, mas a expectativa é que entre em campo contra a seleção russa.

Um grande jogo que deve decidir uma das duas vagas no grupo, com o Uruguai favorito para a primeira colocação na chave.

Deixar Um Comentário