Defensa y Justicia campeão da Copa Sul Americana 2020

As atividades do futebol argentino começam a parar gradativamente e a maioria dos times já está de férias. Porém, há quem continue jogando coisas muito importantes: Defensa y Justicia, por exemplo, no último sábado venceu a partida mais importante de sua história e sagrou-se campeão da Copa Sul Americana. Por outro lado, os clubes da Primeira Nacional (segunda divisão argentina) estão lutando para conseguir a promoção à categoria superior.

Defensa y Justicia campeão sul americano

O time comandado por Hernán Crespo sagrou-se campeão pela primeira vez em um torneio internacional ao vencer o Lanús por 3-0 na final, conseguindo assim o maior feito da sua história.

Na véspera do jogo, esperava-se que o Defensa dominasse o jogo, mas não da maneira como o fez. A partir do minuto 1, o “Halcon” assumiu o controle da bola e nunca mais deixou seu rival jogar. Essa superioridade no jogo se refletiu no placar já aos 34 minutos, quando, após uma grande jogada coletiva, o zagueiro Adonis Frías fez o primeiro gol da partida.

Depois disso, o desenvolvimento do jogo não mudou em nada e a situação do “Granate” piorou ainda mais aos 62 minutos, depois de Alexis Pérez cometer um erro gravíssimo ao tentar passar a bola ao goleiro e entregá-la a ele, Braian Romero – goleador do torneio com 10 gols – que com uma definição espectacular fez o 2-0.

Nos últimos minutos Lanús teve algumas chances de descontar, mas não teve sucesso. O defensa selou a vitória e o campeonato aos 92 minutos, com Washington Camacho, que definiu com tranquilidade no gol vazio.

Após o apito final, tudo foi festa para Defensa y Justicia. Os jogadores e a comissão técnica, todos muito animados, permaneceram em campo por muito tempo comemorando com seus familiares, os únicos que tiveram acesso ao estádio devido à pandemia do coronavírus. Porém, os torcedores do “Halcón” saíram para festejar nas ruas de Florencio Varela, cidade de Buenos Aires de onde o clube é originário. A festa também continuou no dia seguinte à conquista do título, com a torcida do campeão indo ao encontro do time na chegada ao estádio.

Copa Argentina

A competição disputada por times de todas as divisões do país novamente deu uma grande surpresa: o Boca Unidos, equipe da terceira divisão, eliminou o Rosário Central. Esses resultados, em geral, costumam ser dados pela diferença mínima ou por penalidades. Porém, neste caso, a história foi diferente. A equipe de Corrientes obteve um retumbante 3 a 0 para nocautear a equipe de Rosário e assim avançar para as 16ªs de final. O Boca Unidos já conhece essas façanhas: na última edição da Copa da Argentina, eliminou o Racing, que havia sido o último campeão da Primeira Divisão.

Na quinta-feira, dia 28 de janeiro, às 21h10 no horario de Buenos Aires, o Arsenal e o Huracán Las Heras (terceira divisão) se enfrentam.

Como serão disputados os torneios do futebol argentino em 2021?

Para não perder o hábito, o futebol argentino mais uma vez muda seu sistema de disputas. Entre fevereiro e maio será disputada novamente uma copa nacional com o mesmo nome da que acabou de ser finalizada: Copa Diego Armando Maradona. No entanto, o formato será completamente diferente.

Os 24 times que disputaram a última Copa Diego Armando Maradona, mais os dois times que saíram do Primeiro Nacional (Sarmiento de Junín e quem ganhar o reduzido que está sendo disputado) serão divididos em dois grupos de 13 times e vão jogar todos contra todos dentro de cada grupo. No entanto, em cada rodada, um clássico regional será disputado. O que isto significa? Que as equipes rivais regionais não podem estar no mesmo grupo que seu rival clássico. Por exemplo: Boca irá para um grupo e River para outro, mas eles se enfrentarão em uma das 13 rodadas do torneio. Obviamente, para quadrar a tabela, terão que “forçar” alguns clássicos não tão clássicos assim.

Na sequência, os quatro melhores de cada grupo avançam para as quartas de final, que serão disputadas em jogo único, além da semifinal e da final. Este torneio está programado para começar em 14 de fevereiro e terminar no dia 30 de maio, antes do início da Copa América.

O segundo torneio de 2021, que será disputado depois da Copa América, será algo mais “tradicional”: todos vão jogar contra todos no sistema pontos corridos, e quem conseguir mais pontos será o campeão.

Quanto às classificações para as taças internacionais, será utilizada uma tabela anual que soma os pontos de ambos os campeonatos.

Falando de rebaixamento, é preciso lembrar que a AFA ordenou que fossem suspensas até 2022. Mas no segundo torneio deste ano, os pontos já começarão a ser somados às médias que determinarão o rebaixamento.

A primeira nacional continua com definição emocionante para a segunda promoção

Na segunda categoria do futebol argentino, as coisas estão mais emocionantes do que nunca. Depois de muitos jogos de alto gabarito, com muitas definições nas penalidades máximas, dado o equilibrio, as três equipes já estão definidas que, junto com o Estudiantes de Río Cuarto, jogarão as semifinais do reduzido para definir o clube promovido à primeira divisão: Atlético Rafaela, Estudiantes de Buenos Aires e Platense.

As semifinais serão disputadas na quarta-feira, dia 27 de janeiro, as 19h15 no horario de Buenos Aires. O Estudiantes de Río Cuarto e o Estudiantes de Buenos Aires se enfrentam e, depois dessa partida, o Atlético Rafaela e o Platense fazem o seu melhor. A final será disputada no domingo, dia 31 de janeiro.

Boca Juniors não teve adversário na final do torneio de transição feminino

Depois de ter um torneio perfeito, vencendo todas as partidas, sendo o time de maior pontuação e não sofrendo um único gol, o Boca Juniors venceu a final contra o River Plate e se tornou campeão do primeiro torneio profissional de futebol feminino na Argentina. Embora o Boca chegasse como o candidato claro para a final, um domínio tão grande não era esperado: a vitória de “Xeneize” foi esmagadora: 7-0 contra os “Millionarios”.

Desta forma, o Boca mantém sua posição como o melhor time de futebol feminino da história: obteve seu 25º título, sendo o time mais vencedor de todos. O segundo maior vencedor é o River Plate, com 11 campeonatos.