Campeonato Tocantinense

Raio X do Campeonato 

Divisões: 2
Realizado desde: 1989
Profissionalizado em: 1993
Período de disputa:  Janeiro a Abril
Número de clubes na 1ª Divisão: 8
Primeiro campeão: Kaburé (1989) 
Maior campeão: Palmas (7 títulos) 
Campeão atual: Palmas (2019)

Regulamento e fórmula de disputa do Campeonato Tocantinense

Primeira fase: as 8 equipes jogam entre si, somente jogos de ida. Os 4 primeiros avançam para a semifinal.

Fase final: a semifinal será disputada no sistema olímpico, 1° x 4° e 2° x 3° em jogos de ida e volta, assim como a final. 

Rebaixamento: os dois últimos colocados da primeira fase do Campeonato Tocantinense serão rebaixados para a segunda divisão.

Vagas: Campeão e vice disputam a Série D do Brasileirão e a Copa Verde. O campeão ainda garante vaga na Copa do Brasil.

Tabela do Campeonato Tocantinense

Curiosidades do Campeonato Tocantinense 

  • O estado de Tocantins foi fundado em 1988 e já em 1989 teve sua primeira edição do campeonato estadual, embora amador.    
  • Em 2000, a delegação do Tocantinópolis ficou refém de uma quadrilha durante um assalto a banco. 

Jogadores revelados pelo futebol de Tocantins

  • Tiba: nascido em Araguaína e revelado pelo Vasco da Gama, o atacante fez o gol do título paulista do Bragantino, em 1990. Teve passagens também pelo Corinthians, Guarani e Portuguesa.
  • Sandro Hiroshi: natural de Araguaína e revelado pelo Tocantinópolis, o atacante fez boa dupla de ataque com França, no São Paulo. No entanto, sua promissora carreira se viu afetada pelo  escândalo de adulteração de sua identidade, e punido, ficou um longo período afastado dos gramados.
  • Marlone: natural de Agustinópolis, o meia foi revelado pelo Vasco da Gama e teve passagens por grandes clubes brasileiros como Cruzeiro, Fluminense, Corinthians, Atlético Mineiro, Sport Recife e Goiás.
  • Lúcio Bala: natural de Alvorada e revelado no Goiás, o atacante teve participação importante no campeonato brasileiro de 1996, quando o Goiás ficou em quarto lugar na competição. Contratado pelo Flamengo, não conseguiu repetir as boas atuações do clube goiano e terminou rodando por vários clubes, 25 no total.
Marcações: