Campeonato Mineiro

Raio X do Campeonato 

Divisões: 3
Realizado desde: 1915 
Profissionalizado em: 1933
Período de disputa:  Janeiro a Abril
Número de clubes na 1ª Divisão: 12
Primeiro campeão: Atlético Mineiro (1915)
Maior campeão: Atlético Mineiro (44 títulos)
Campeão atual:  Cruzeiro (2019)

Regulamento e fórmula de disputa do Campeonato Mineiro

Primeira fase: Os 12 clubes jogam entre si em turno único, totalizando 11 rodadas. Os 4 primeiros colocados avançam para fase final.

Fase final: A fase final é composta de semifinal em jogos de ida e volta, com cruzamento olímpico: 1° melhor colocado x 4° melhor colocado e 2° melhor colocado x 3° melhor colocado. A final do Campeonato Mineiro também terá jogos de ida e volta.

Troféu Inconfidência: As equipes que ficarem do 5 ao 8 lugar disputam o Troféu Inconfidencia, também no sistema de semifinal e final.

Rebaixamento: os dois últimos colocados da primeira fase estarão rebaixados a segunda divisão.

Vagas:  As 3 equipes melhor classificadas e que não disputam nenhuma divisão do campeonato nacional terão acesso a Série  D do Brasileirão. Os 4 primeiros na classificação geral do campeonato terão acesso a Copa do Brasil.

Tabela do Campeonato Mineiro

Curiosidades do Campeonato Mineiro

  • O Atlético foi o primeiro campeão mineiro. Mas depois desse título, o América conquistou 10 vezes seguidas o campeonato, entre 1916 e 1925.   
  • Esta sequência do América é o recorde no futebol nacional, empatado com o ABC de Natal. 
  • Em 2002, Atlético Mineiro, Cruzeiro, América e Mamoré, não disputaram o campeonato mineiro para disputar a Copa Sul Minas junto com clubes do RS, SC e PR. A Caldense ficou com o título mineiro neste ano. 
  • Em 1929 e 1930, o Cruzeiro foi bicampeão mineiro com 100% de aproveitamento. 
  • Em 1928, o Cruzeiro marcou 99 gols em 15 jogos, o que dá uma média de 6 gols por jogo. 
  • Entre 1965 e 1992, só Cruzeiro e Atlético conquistaram o campeonato. 

Principais jogadores revelados pelo futebol mineiro

  • Toninho Cerezzo: revelado no Atlético Mineiro, Toninho Cerezzo foi um dos volantes mais clássicos da história do futebol brasileiro, consagrado em clubes como a Roma, Sampdoria e São Paulo.
  • Piazza: revelado pelo Renascença de Minas Gerais, Piazza foi um voltante que jogou toda sua carreira pelo Cruzeiro onde foi campeão brasileiro em 1966 e da Libertadores em 1976. Pela seleção, foi campeão do mundo na copa de 1970.
  • Tostão: revelado nas categorias de base do Cruzeiro, Tostão jogou por 1 ano no América Mineiro e depois retornou para fazer história no Cruzeiro. Tostão foi um dos grandes nomes da seleção de 1970, campeã do mundo.
  • Éder Aleixo: revelado pelo América Mineiro, Eder Aleixo foi um dos grandes ponta-esquerda da história do futebol brasileiro. Viveu sua melhor fase da carreira atuando pelo Grêmio e pelo Atlético Mineiro. Foi titular na inesquecível seleção brasileira de 1982.
  • Reinaldo: revelado no Atlético Mineiro onde jogou quase toda a sua carreira, Reinaldo foi um dos maiores (senão o maior) centroavantes da história do Galo.
  • Pelé: simplesmente o melhor jogador de futebol de todos os tempos, Pelé é mineiro de Três Corações, mas não jogou no estado, desenvolvendo-se como jogador no estado de São Paulo, iniciando no Bauru e logo transferindo-se para o Santos, onde tornou-se o maior da história.
Marcações: