Campeonato Catarinense

Raio X do Campeonato 

Divisões: 3
Realizado desde: 1924
Período de disputa:  Janeiro a Abril 
Número de clubes na 1ª Divisão: 10
Primeiro campeão: Avaí (1924)
Maior campeão: Figueirense (18 títulos) 
Campeão atual: Avaí (2019)

Regulamento e fórmula de disputa do Campeonato Catarinense

Fase Classificatória: as 10 equipes jogam entre si em  jogos de ida, totalizando nove rodadas. As oito equipes com o maior número de pontos conquistados na primeira fase classificam-se para quartas de final.

Fases finais: As quartas, semi e final são disputadas em jogos eliminatórios de ida e volta. 

Rebaixamento: os dois últimos colocados na fase classificatória são rebaixados para a segunda divisão.

Vagas:  campeão e vice do campeonato catarinense tem vaga na Copa do Brasil. Os 3 melhores classificados no estadual que não estejam em nenhuma divisão nacional, tem vaga na Série D do Brasileirão.

Tabela do Campeonato Catarinense

Curiosidades do Campeonato Catarinense

  • Em 1986, o Figueirense maior campeão da história do certame, caiu para segunda divisão do campeonato estadual, ao perder para o Hercílio Luz por 3-1.
  • O Joinville foi octacampeão catarinense em 1978–79–80–81–82–83–84–85 e ninguém chega nem perto dessa façanha. O Avaí com um tetracampeonato (1942–43–44–45) é a segunda maior sequência de títulos de SC
  • Devido a falta de registros, não se pode afirmar quem é o maior artilheiro da história do campeonato catarinense. Não há registros das súmulas de jogos e artilheiros de nenhum destes anos:  1924–1928, 1932, 1936, 1957, 1959, 1962–1964 e 1969–1971.

Principais jogadores revelados pelo catarinense

  • Filipe Luís: lateral revelado pelo Figueirense, teve grande passagem pelo Atlético de Madrid e pelo Flamengo, onde conquistou a Copa Libertadores e o Brasileirão de 2019.
  • Zenon: na juventude iniciou no Hercílio Luz, mas foi revelado pelo Avaí. O meia teve grande passagem pelo Guarani de Campinas, onde foi campeão brasileiro em 1978 e foi ídolo do Corinthians.
  • Valdomiro: revelado pelo Criciúma (quando ainda se chamava Comerciário), Valdomiro foi um dos maiores ponta-direita da história do futebol brasileiro. Foi ídolo do Internacional, onde conquistou o tri-campeonato brasileiro, em 1975, 1976 e 1979.
  • Paulinho Criciúma: revelado pelo Criciúma, o meia foi um dos grandes nomes na conquista do Campeonato Carioca pelo Botafogo, em 1989, depois de sair de uma fila de duas décadas sem títulos.
Marcações: