BRASIL CRESCE NA HORA CERTA – DIÁRIO DA COPA DIA 18

Por | 2018-07-03T09:01:47+00:00 02/07/2018|

Depois de um início de Copa bem abaixo das expectativas a Seleção Brasileira teve já contra a Costa Rica uma partida de muita produção ofensiva, mas com gols apenas nos minutos finais. No jogo contra a Servia, mostrou um futebol mais eficiente e aproveitou melhor as chances que teve, embora em menor quantidade em relação à partida anterior. E hoje, frente os mexicanos, o Brasil teve uma atuação muito segura defensivamente, onde o time de Osorio teve uma única conclusão a gol, e obrigou o goleiro mexicano Ochoa a praticar grandes defesas. O Brasil, definitivamente, se credencia para o hexa!

Durante toda a Copa do Mundo registraremos os fatos relevantes do dia, e a expectativa para os próximos jogos, dando a nossa leitura sobre o andamento do maior evento de futebol do planeta.

JOGOS DO DIA

Brasil 2 x 0 México

Local: Arena Cosmos (Samara)
Horário: 11h
Árbitro: Gianluca Rocchi (Itália)
Público: 41 970
Gols: Neymar 6′ 2T e Firmino 43′ 2T

Jogador da partida

Bélgica 3 x 2 Japão

Local: Arena Rostov (Rostov)
Horário: 15h
Árbitro: Malang Diedhiou (Senegal)
Público: 41 466
Gols: Haraguchi 3′ 2T e Inui 7′ 2T (JAP). Vertonghen 24′ 2T, Fellaini 29′ 2T e Chadli 49′ 2T (BEL)

Jogador da partida

DESTAQUES

Solidez defensiva é o ponto forte da seleção

Neymar é sempre o nome mais comentado da seleção. Coutinho tem sido o destaque na opinião de muitos. Mas o sistema defensivo brasileiro merece uma especial atenção. Tite comandou o Brasil em 25 jogos e sofreu, até agora, apenas 6 gols o que traz uma média inferior a 1 gol a cada 4 partidas. Especialmente hoje, o Brasil soube conter os ataques do México com muita eficiência nas duas laterais, com Fagner e Felipe Luís, e no meio, especialmente com Casemiro e no segundo tempo com Fernandinho, que tem entrado muito bem nos jogos.

Neymar e William decisivos

Decisivos, especialmente no segundo tempo, Neymar e William podem ser considerados os principais responsáveis pela vitória brasileira. No primeiro gol, jogada de Neymar, que de calcanhar serve a William que estica a bola superando a zaga mexicana e devolve ao próprio Neymar para conclusão a gol. No segundo gol, Fernandinho lança Neymar em profundidade e o craque brasileiro, com inteligência, serve para que Firmino marcasse o segundo gol brasileiro.

Bélgica e seu poder de reação

Nem o mais pessimista torcedor belga esperaria estar perdendo para o Japão por 2 x 0 aos 20 minutos do segundo tempo, restando 25 minutos para o final da partida. Depois de tomar dois gols em 5 minutos, os belgas precisaram alguns minutos para assimilar o golpe e encontrar-se novamente na partida. Para isso, o treinador Martinez retirou Mertens e Carrasco, para as entradas de Fellaini e Chadli. Deu certo. Com dois gols de cabeça em 5 minutos, a Belgica voltou para a partida. E quando tudo parecia encaminhar-se para a prorrogação, Chadli, após assistência de Meunier aos 94 minutos marcou o gol da classificação belga.

Rota de colisão com o Brasil

A virada histórica frente ao Japão colocou os belgas em rota de colisão com o Brasil. Na próxima sexta-feira, 15 horas (horário de Brasília), Bélgica e Brasil irão medir forças em um jogo, que para muitos, poderia ser uma final antecipada de copa do mundo. Conhecidos como a “geração de ouro”, a Bélgica tem grandes aspirações na copa do mundo, e não se trata apenas de uma posição honrosa. A Bélgica quer o título. Para isso, tem agora pela frente o seu maior desafio: vencer os pentacampeões do mundo. A Bélgica é reconhecidamente, uma seleção forte, mas depois de vencer Panamá, Tunísia, uma Inglaterra com reservas e o Japão, falta ainda, nesse mundial, o grande teste. Depois de sexta, não faltará mais. Jogo grande a vista.

ANÁLISE JOGOS DIA 17 – 01/07

Oitavas de Final

Suécia x Suíca – 11h

A Suécia, vice-campeã do mundo em 1958,  tem o desafio de passar da fase de oitavas pela primeira vez desde 1994, quando chegou em terceiro lugar. Já a Suíça, volta a uma fase de oitavas de final pela quarta vez nas ultimas cinco participações. Entretanto, não passa dessa fase desde 1954, quando foi o país sede.

Suécia: com Larson suspenso e Svenson em seu lugar, o time da Suécia deve ir a campo com Olsen; Lustig, Lindelöf, Granqvist e Augustinsson; Larsson, Ekdal, Claesson e Forsberg; Berg e Toivonen.

Suíça: os suíços têm dois desfalques certos, o zagueiro Schär e o capitão Lichtsteiner, ambos suspensos. Com isso, o time deve ir a campo com Olsen; Lustig, Granqvist, Lindelof e Augustinsson; Ekdal, Svensson, Claesson e Forsbrg; Berg e Toivonen.

Palpite: classificação da Suécia.

Colômbia x Inglaterra – 15h

A Colômbia teve em 2014 seu melhor desempenho até então em copas do mundo, quando chegou nas quartas-de-final. Tenta agora repetir esse desempenho, eliminando a poderosa Inglaterra no confronto das oitavas. Já os ingleses, sonham em repetir o título de 1966, tem no seu elenco o goleador da copa, Harry Kane, com 5 gols e vai sem dúvida, brigar pela classificação.

Inglaterra: com a recuperação de Dele Alli, a tendência é de que a Inglaterra use a mesma formação da estreia da copa do mundo com Pickford; Trippier, Walker, Stones, Maguire e Ashley Young; Dele Alli, Henderson e Lingard; Sterling e Harry Kane.

Colômbia: a grande dúvida da Colômbia para essa partida está justamente na condição de jogo que tenha o principal jogador da equipe, James Rodriguez. O astro da seleção colombiana e do Bayer de Munique foi substituído no jogo frente a Senegal e ainda é dúvida. Mas a tendência é que va a campo. Assim, o time jogaria com David Ospina; Santiago Arias, Yerry Mina, Davinson Sánchez e Mujica; Wílmar Barrios, Abel Aguilar, Juan Cuadrado, Juan Quintero e James Rodríguez; Radamel Falcao García.

Palpite: classificação da Inglaterra.

Deixar Um Comentário